PRA SUA EMPRESA        ESTABELECIMENTO        PRA VOCÊ        VENDA VR        SITE VR

btn
finanças para autônomos
finanças para autônomos
fade

Finanças para autônomos: 6 dicas para se programar e evitar sustos

Em um país com 5 milhões de pessoas superendividadas, saúde financeira é um assunto a ser valorizado. Ainda mais se você não tem carteira assinada e trabalha por conta própria. Então, que tal saber mais sobre finanças para autônomos?

Quem se encaixa na categoria precisa ter organização, planejamento e disciplina para administrar seus recursos. Ao mesmo tempo, deve entender as particularidades da atividade desenvolvida, uma forma efetiva de se adaptar e ter sucesso no ramo.

Siga na leitura para conferir algumas dicas sobre finanças para autônomos. As medidas listadas na sequência orientam as ações de quem trabalha por contra própria e evitam surpresas capazes de colocar em xeque o seu bem-estar e de toda a sua família. Confira!

1. Tenha uma reserva de emergência

Poupe mensalmente um percentual de 10 a 30% do total de seus ganhos para compor um saldo que você poderá utilizar em caráter excepcional se algum imprevisto como uma despesa médica acontecer. Guardar dinheiro por precaução é essencial, independentemente de você ter carteira assinada ou não.

Afinal, todos estão sujeitos a casos inesperados ou de força maior. No contexto de quem trabalha por conta própria, a situação é ainda mais relevante porque o faturamento mensal não é fixo nem previsível, sofrendo variações por inúmeros fatores.

Entenda: a reserva de emergência é um investimento que deve ser considerado conservador. Isso porque ela não deve estar sujeita a altos riscos, como o de aplicar no mercado de ações — afinal, sua finalidade é dar segurança a quem investe.

O dinheiro não precisa ficar necessariamente na poupança, podendo ser aplicado em CDB ou Tesouro Selic, entre outras opções. De qualquer forma, informe-se sobre a modalidade que mais atende às suas expectativas, tendo em mente que a intenção não é a alta rentabilidade, mas a liquidez (que o dinheiro possa ser retirado rapidamente) e a garantia de uma reserva de emergência.

2. Tenha um salário fixo

Ganhar dinheiro como autônomo exige de você disciplina para administrar tempo, agenda, tarefas, compromissos e recursos financeiros. Sua atividade é sua empresa, razão pela qual é imprescindível estabelecer um “pro-labore”, remuneração periódica capaz de cobrir despesas e manter um padrão de vida condizente com seus ganhos.

A linha é fina entre o pessoal e o profissional, quando você trabalha por conta própria, de forma que o dinheiro recebido fica facilmente acessível para ser utilizado a qualquer momento. Tendo um salário fixo, você obtém maior controle sob suas despesas e deixa de gastar tanto sem necessidade.

Com esse valor estabelecido, o restante pode ser investido em melhorias na prestação dos seus serviços ou expansão do negócio, por exemplo. Há o suficiente para você quitar suas despesas e ainda aplicar em melhorias para progredir na carreira atuando como autônomo.

3. Conheça a sazonalidade do seu produto

Se você trabalha em um salão de beleza, por exemplo, sabe que o movimento fica maior durante o verão e a proximidade do Dia das Mães tende a aumentar a procura por cosméticos. Períodos de alta nas vendas são marcados por estações ou datas comemorativas que você deve ter em mente.

Finanças para autônomos são mais bem controladas quando há certeza na previsão do quanto será vendido, fator variável de acordo com cada época. Fica mais fácil organizar suas despesas e investimentos entendendo que certos períodos costumam aumentar ou diminuir o orçamento.

Por isso a importância de conhecer bem o produto trabalhado, fazer pesquisa de mercado e entender o público-alvo. Também, saber quais fatores o levam a comprar (mais ou menos), ter preocupação com a experiência de compra e se posicionar de forma certeira no mercado.

4. Não dependa apenas de uma fonte de renda

Toda atividade é afetada por inúmeros fatores: tecnológicos, políticos, econômicos, de regulamentação e concorrência, por exemplo. Se você atua em apenas uma área ou trabalha somente com um produto, são muito mais altas as chances de sofrer impactos e ter toda sua operação comprometida.

Diversificar a sua oferta ainda é uma ótima oportunidade de conquistar o cliente, oferecendo múltiplas opções de compra. No entanto, sua escolha não deve ser feita a esmo, mas baseada no segmento em que você já atua ou mercado no qual pretende ficar reconhecido.

Trabalhar com diversos produtos também exige maior empenho para ter completo domínio de tudo que é oferecido. Colocar seus ovos em vários cestos evita o comprometimento por completo de suas atividades, mas também demanda tempo de pesquisa e estudo do segmento.

5. Tenha metas bem definidas

Você não sabe como agir a menos que estabeleça onde quer chegar. Traçar objetivos norteia sua atuação, orienta prioridades, organiza ferramentas necessárias ao bom desempenho da função e sistematiza uma rotina de trabalho.

Ter metas bem definidas dá ao profissional um plano de ação para conquistá-las. Se a intenção for expandir seu negócio, de quanto você precisa? Em quanto tempo deve obter tais recursos? Caso esteja atrás de empréstimo bancário, como garantir segurança financeira? De que forma você pode se estruturar para dar o próximo passo?

Ter objetivos oferece valores para se guiar pelo caminho, orienta seu progresso na carreira e ajuda você a prever receitas e despesas. De tal forma, o controle financeiro é maior e você passa a utilizar racionalmente seus recursos.

6. Separe as despesas pessoais e profissionais

Já tratamos brevemente desse tópico quando falamos da necessidade de ter salário fixo. Mas vamos voltar a ele para comentar a importância de separar seus planos pessoais dos projetos para sua prosperidade na carreira enquanto autônomo.

Entenda quais recursos são necessários para seu negócio ter sucesso e de quanto você precisa para cobrir suas contas. Distinguir as despesas pessoais das profissionais significa avaliar quais gastos seus e de sua família são desnecessários, tais como um plano de TV que ninguém usa ou o título de um clube de recreação em que ninguém vai.

Assim, fica mais fácil entender o que é lucro (e, portanto, deve ser revertido à atividade) e o que pode ser destinado à troca do carro ou a uma viagem internacional, por exemplo. O desejo movimenta suas aquisições, mas o momento de realização de planos maiores como esses deve ser bem pensado para não comprometer o desempenho profissional.

Finanças para autônomos têm suas peculiaridades. Se é preciso ter disciplina para lidar com tamanha autonomia e independência que o trabalho lhe dá, esses elementos também são essenciais na hora de organizar seu patrimônio.

Receba o conteúdo em primeira mão:

      Cialis 20 Mg Cialis Viagra Satış Cialis 5 mg Viagra sipariş elektronik sigara