PRA SUA EMPRESA        ESTABELECIMENTO        PRA VOCÊ        VENDA VR        SITE VR

btn
trabalhar com a vr
trabalhar com a vr
fade

Case de sucesso: como é trabalhar com a VR?

Ser autônomo oferece muitas vantagens: não é preciso lidar com chefe, existe a liberdade de fazer o próprio horário, é possível trabalhar em casa e é mais fácil estar presente na vida familiar. Por outro lado, é necessário enfrentar inconstâncias com salário e saber se virar sem os benefícios de CLT.

Trabalhar com a VR, contudo, permite ter diversos benefícios e afastar as desvantagens da atividade. A VR Benefícios tem o Programa Parceiro VR, que permite aos autônomos parceiros vender os benefícios que fazem parte das soluções, como VR Refeição e VR Alimentação.

Ao fechar vendas para empresas, é possível ganhar uma comissão interessante, sem falar das demais vantagens proporcionadas. Natália Benites é uma parceira VR e conversou conosco, contando sua história de sucesso ao trabalhar com a VR. Que tal fazer como ela e alcançar mais realização profissional?

Acompanhe tudo o que Natália nos contou e descubra como é ser um parceiro VR!

Como funciona o trabalho com a VR?

A VR Benefícios tem um programa para parceiros independentes. Por meio dele, um trabalhador autônomo pode oferecer os benefícios, como o VR Alimentação e o VR Refeição, para empresas.

A cada cartão creditadoque esse parceiro vende, ganha-se uma comissão, que varia entre R$25,00 e R$50,00. Ou seja, em uma venda de dez cartões, por exemplo, é possível fazer R$500,00. Os ganhos são ilimitados: quanto mais se vende, mais você receberá no fim do mês. 

Em tempo de crise econômica, ter um trabalho e fazê-lo de casa é um privilégio, certo? Com a VR, isso é possível! Até porque uma das preocupações da empresa é com as pessoas, sejam parceiros, sejam trabalhadores da VR. Sem contar que são mais de 40 anos no mercado, com tradição e reconhecimento.

A VR já foi eleita, por sete vezes, como a empresa que mais respeita o consumidor. Também, oferece um canal para os vendedores autônomos, de modo a fazer com que eles consigam informações e possam se comunicar com facilidade.

Por que você escolheu a VR?

Natália conta que o primeiro contato com a VR aconteceu em fevereiro de 2020, quando encontrou uma oportunidade pela plataforma LinkedIn. Isso chamou sua atenção, pois já tinha experiência no ramo: havia trabalhado em outra empresa na qual também precisava oferecer benefícios corporativos.

Contudo, o fator definitivo foi outro: “em pesquisas sobre a VR, acabei percebendo vantagens que eu não tive em outro lugar. Vi uma preocupação única com o bem-estar dos trabalhadores”.

Quais oportunidades ela oferece?

“A VR tem muitas oportunidades. Há o crédito 24 horas e descontos em farmácia. Também, é bastante simples de usar as vantagens, diferentemente de outras fornecedoras”.

Para ter mais sucesso nas negociações, a VR ainda oferece treinamentos, ajuda com suporte nas vendas, ensina como prospectar cliente, entre outras questões. Tudo é feito de forma gratuita e permite ao vendedor mais confiança para lidar com pessoas.

Natália opina, ainda, que o fato de existir muito custo-benefício ao RH facilita no momento de tentar negociar. Por exemplo, o site simples de lidar e os aplicativos.

Quais resultados Natália já teve com a VR?

“Nos meus primeiros 30 dias, eu tive um grande sucesso. Fiz a captação de um cliente, com 200 cartões, o que me trouxe um retorno financeiro de R$6 mil. Alcancei mais do que era meu objetivo e continuo buscando uma evolução: fazer 200, 300, 400 cartões, e jamais deixar esse valor reduzir.”

Para isso, Natália conta que desde o começo se dedicou bastante, realizando capacitação, melhorando o poder de negociação e buscando entender bem a VR. Tudo para saber o que oferecer a cada tipo de cliente.

O que diferencia essa empresa das outras?

Na visão de Natália, é a liberdade para decidir como usará o seu benefício. “Tem empresa que trabalha com cesta física, o que restringe a liberdade, ou não se adéqua ao programa PAT. Outras, trabalham com cartão, mas dificultam a logística”, avalia.

Com a VR, é possível escolher o que é melhor para os trabalhadores, o que eles vão comprar no mercado, quais as refeições diárias e até comer algo diferente em um dia especial, por exemplo. Ela também cita a tecnologia como um enorme diferencial, que permite mais facilidade aos beneficiários (como o desbloqueio via WhatsApp).

O aplicativo dá total controle para ver o saldo disponível ou cancelar um cartão perdido ou furtado. Não é necessário depender de outra pessoa ou acionar o RH.

Por fim, Natália ressalta outros diferenciais em trabalhar com a VR. “Quando tive o conhecimento de que a empresa coloca à disposição ajuda psicológica, acompanhamento nutricional e enfatiza todo o bem-estar, tomei a decisão de escolher essa empresa.”

Vale a pena ser um parceiro VR?

Para Natália, a resposta é sim. Principalmente, se o desejo for fazer uma carreira profissional. Apesar de o fator financeiro ter superado suas expectativas em tão pouco tempo, ela sugere ir além do dinheiro. “Buscar a VR é para quem deseja um crescimento pessoal e profissional.”

Quais mudanças a VR proporcionou?

“A liberdade. Como autônoma e parceira da VR, posso ir e vir, sem deixar de trabalhar. Vou para vários lugares e ainda consigo atuar com meus clientes. E não só isso. Eu tenho sonhos. A partir do momento em que me engajo para conquistá-los, é importante ter uma empresa que colabora com isso.”

Natália complementa afirmando que tinha objetivos materiais que foram conquistados com o trabalho para a VR. Alguns, inclusive, já no primeiro comissionamento.

Quais as principais vantagens de trabalhar com a VR?

Para Natália, o fato de a VR ser uma marca renomada e confiável no mercado facilita a venda, já que passa mais credibilidade sobre o que se fala. Isso simplifica na hora de estabelecer conexão com o cliente, por ele já conhecer a empresa.

Além disso, trabalhar com a VR é vantajoso para construir um portfólio atrativo. É possível ter, nele, produtos de qualidade, sem contar a possibilidade de adquirir experiência em trabalhar com uma empresa notável.

Por fim, ela reflete: “o sentimento que tenho pela VR é de gratidão. Há um time sempre à disposição para me auxiliar em qualquer solicitação, em qualquer solução. Consigo tudo de forma fácil. Então, posso dizer às pessoas que trabalhar com a VR é o melhor negócio, por ser uma empresa que, antes de vender qualquer benefício, se preocupa com o trabalhador. Vale a pena mergulhar de cabeça nessa parceria.”

Que tal fazer como Natália e também alcançar a satisfação na profissão? Cadastre-se no portal e seja mais de nossos parceiros!

Receba o conteúdo em primeira mão:

      Cialis 20 Mg Cialis Viagra Satış Cialis 5 mg Viagra sipariş elektronik sigara