PRA SUA EMPRESA        ESTABELECIMENTO        PRA VOCÊ        VENDA VR        SITE VR        CONTRATE

vr_capa_instagram_negocio_basico
vr_capa_instagram_negocio_basico
fade

Como usar o Instagram para vender mais: guia grátis para B2C

Em tempos de incertezas, reinventar próprio negócio foi uma das necessidades de milhares de brasileiros. Diante da pandemia do novo coronavírus, donos de restaurantes e outros estabelecimentos notaram que apenas gerenciar seus espaços, cuidar do cardápio e logística de produção não seria o suficiente.

Descobrir alternativas viáveis para manter seu negócio girando como, por exemplo, alavancar as vendas pelo Instagram, consolidar sua presença na internet e traçar estratégias para o marketing digital passaram a fazer parte da nova gama de habilidades para muitos gestores.

De acordo com um estudo divulgado em março deste ano pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, mais de 75 mil estabelecimentos comerciais não conseguiram sobreviver durante o primeiro ano de pandemia, 2020. Deste total, 98,8% eram micro e pequenas empresas localizadas, majoritariamente, nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.

Se você está lendo este texto provavelmente também se preocupou com este cenário e ponderou algumas soluções; dentre elas, a melhor forma de vender produtos pelo Instagram e a necessidade de cativar seu público online a fim de gerar receita.

A situação mostra que o comportamento do consumidor segue na mesma direção. Com a crise econômica, as prioridades de compra mudaram, evidenciando que alimentação, bebidas, higiene e limpeza subiram para o topo da lista, enquanto outras categorias como mobília e eletrônicos deixaram de ocupar lugares de relevância.

Além disso, fazer o dinheiro render torna as pesquisas ainda mais eficientes, reafirmando que o meio digital se consolidou como um dos principais canais para adquirir bens. Hoje, fazer compras de supermercado online é algo comum em muitas casas. Mas, destacar-se neste mundo de gigantes é um desafio importante.

Não se trata apenas de divulgar o seu produto. As soluções mais rápidas, didáticas e fluidas tendem a sair na frente, eliminando burocracias, formulários e necessidades de grandes cadastros. Por isso, as vendas via Instagram têm apresentado um aumento significativo.

Sobre o Instagram

Extremamente visual, a rede social que surgiu em 2010 funciona criando linhas do tempo específicas para cada usuário a partir das contas e interesses que ele acompanha. Desenvolvida para oferecer um consumo rápido de conteúdo e informação, as publicações são compostas por imagens e legendas para elas, o que faz com que a foto precise impactar quem a vê para que o texto que vem logo abaixo seja lido.

Disponibilizando 5 formatos, foto, stories, reels, IGTV e live, o Instagram está no topo das redes sociais mais acessadas pelo mundo e todos os seus desdobramentos sãos fiéis a sua essência: oferecer mais espaço para a imagem (fotos e stories) e para a comunicação falada (stories, reels, IGTV e live).

“O Instagram, hoje, é uma mescla do que dá certo nas outras grandes redes sociais. Esse é o segredo que permite com que ele continue crescendo muito todos os meses”, afirma Rafael Terra, autor do livro Instagram Marketing: como criar marcas vencedoras através da rede social mais importante do mundo (DVS Editora).

Ainda de acordo com Terra, cerca de “200 milhões de usuários do Instagram visitam pelo menos um perfil de negócios diariamente” e “58% das pessoas dizem que ficaram mais interessadas em uma marca ou produto depois de vê-lo nos stories.” Essa crescente, depois de mapeada, foi o que indicou a necessidade de criar, ali dentro mesmo, um espaço direto para que as vendas sejam realizadas através da plataforma. Por isso, hoje é possível trabalhar com um catálogo de produtos dentro do seu próprio perfil e investir na conversão sem que o usuário precise sair da sua página.

Como montar um Instagram para vendas?

Mostrar relevância para o público é uma das missões que move equipes de criação, empreendedores, designers e todo tipo de profissional que enxerga o potencial de fortalecimento da sua marca pelo aplicativo. Isso porque o número de usuários ultrapassa a casa dos bilhões, mundialmente falando, e a concorrência é grande, mas não impossível. Diante de uma rede que abre as portas para todos os países e perfis, busque por qualidade e não por quantidade. Ou seja, procure falar com um nicho de pessoas que tenham afinidade com a sua empresa e não com um grande número que pode não vir a converter.

O Instagram pode, sim, ajudar a alavancar vendas e ser um agente importante no fortalecimento da sua presença digital. Separamos uma lista com 5 dicas sobre como iniciar vendas pelo instagram.

Dica 1: invista nas fotos

Levando em consideração que o mecanismo da página é baseado em uma sequência de imagens, este é um tópico de atenção. Se seu produto possuir apresentação visual, for algo tangível e não apenas um serviço, invista em boas apresentações.

Isso, inclusive, é uma crescente de destaque desde que as pessoas começaram a ter seus próprios sites e se atentar à importância das vendas virtuais. Há, por exemplo, fotógrafos especializados apenas em fotografias de produtos, outros que atuam apenas com alimentos e a lista não para de aumentar. A necessidade? Conseguir captar os principais ângulos e características que despertem o desejo de compra do seu produto. No caso de fotógrafos de pessoas ou que fazem retratos, a ideia é conseguir captar e transmitir emoções. A mistura entre técnica e empatia é a chave para se comunicar de forma eficiente, mesmo que à distância. Se o assunto for comida, publicar fotos das refeições em fase de preparo  ou quando prontas e postá-las perto do horário das refeições é o ponto chave para a famosa água na boca.

Dica 2: comunique-se

É preciso levar em consideração que do outro lado da tela há sempre uma pessoa com histórias, repertórios, impulsos e realidade próprios. Por isso, procure estabelecer uma comunicação dinâmica e que seja compreendida pelo seu público-alvo. Se seu negócio for relacionado a algo mais técnico, busque usar os termos que serão entendidos por quem te acompanha, não se esquecendo de procurar cativar também pessoas que estejam começando a te seguir, mostrando, vez ou outra, assuntos para níveis mais iniciantes. Mas, o principal é: usar uma linguagem que gere identificação entre sua marca e comprador.

Dica 3: faça um planejamento estratégico ou de conteúdo

Mesmo que básico. Esta dica é uma mescla entre a quantidade e o assunto dos seus posts. Depois de organizar suas fotos e procurar a melhor forma para apresenta-las, rabisque o que você quer postar e a frequência. Crie um mix de conteúdos e não fale apenas da mesma coisa, buscando mostrar como o seu produto ou serviço é essencial. Isso faz com que as pessoas identifiquem a necessidade de comprar ou contratar a sua marca. Se você vende com, por exemplo, peça a um cliente para enviar a foto do local onde ele colocou o seu produto. Se você vende consultorias, trabalhe com depoimentos e mostre os resultados que o seu trabalho pode levar a outras pessoas.

Não se esqueça de estar presente sempre que puder. O famoso “quem não é visto, não é lembrado” é uma das principais premissas para cativar uma audiência online. Não adianta ter postagens incríveis e aparecer 1 vez por mês; mas, também não é preciso massacrar seus seguidores com postagens repetitivas. Procure pelo equilíbrio e faça testes! Não existe receita de bolo. Testar é o que mais vai te trazer informações reais sobre o seu público e seus hábitos. Inclusive, entender o comportamento de quem te segue e mapear os horários e dias de maior acesso são tarefas viáveis pelo Instagram Business, a vertente desenvolvida especialmente para negócios e que traz dados importantes e funcionalidades diferentes da versão comum.

Para não tornar o processo desgastante, você pode publicar a mesma foto em dias e horários diferentes para atingir pessoas distintas; replicar o mesmo conteúdo nos diferentes canais da plataforma e escolher temas que permitam isso, tirando o melhor proveito de um único assunto.

Dica 4: seja empático e se mostre humano

Mesmo que seja difícil estabelecer este tipo de conexão à distância, é importante criar um relacionamento com seus seguidores. Mostrar o rosto se possível, fazer vídeos sobre a rotina de produção ou de trabalho e até mesmo apresentar o espaço físico onde você atua são pontos altos para mostrar que, sim, do outro lado há sempre uma outra pessoa. Traduzindo, o famoso “tour pelo apartamento” da blogueira é um sucesso porque mostra o lado humano; falar sobre como surgiu a ideia de um lanche ou a rotina de compra dos ingredientes; apresentar um cliente que contratou a sua empresa e o quanto você o ajudou gera credibilidade.

Dica 5: a interação é imprescindível

Os recursos para interagir e deixar suas postagens mais dinâmicas são grandes. É possível fazer enquetes que ajudam a entregar aquilo que sua audiência deseja; fazer transmissões ao vivo que mostram atividades em tempo real com ou sem convidados; colocar músicas nos stories para expressar seu gosto musical e transmitir outras sensações através de uma foto; marcar a localização para que saibam aonde o seu negócio se encontra ou apenas fazer um vídeo simples para compartilhar uma curiosidade sobre o dia a dia da sua marca.

E se nada der certo?

O Instagram é muito dinâmico e seus algoritmos, muitas vezes, são uma incógnita. Existe a possibilidade de, apenas uma hora depois de você ter lido este artigo, tudo ter mudado. Por isso, é realmente preciso testar. Há também a opção de utilizar o Instagram Ads, uma ferramenta da plataforma para aplicar dinheiro nas suas publicações e criar campanhas de anúncios que fazem com que você seja visto por mais pessoas. Mas, isso não é uma regra e exige maior aprofundamento em aspectos técnicos. Você pode fazê-lo, se achar necessário, buscando cursos e estudando sobre a alternativa ou contratando os serviços específicos (social media).

No geral, é possível consolidar a sua marca investindo em uma comunicação visual atrativa e estreitando os laços com seu público-alvo. Seja persistente, mostre as vantagens ou os motivos de consumir o que você oferece e preze pela qualidade, não apenas pelo número de seguidores. Afinal, ter milhões de pessoas te acompanhando mostra que você é influente, mas não é só isso que vai fazer o seu negócio vender.

Gostou das dicas deste artigo e vai investir mais tempo na consolidação da imagem digital da sua empresa? Você pode saber mais sobre como motivar sua equipe para mantê-la engajada fazendo uma simulação online e gratuita para oferecer benefícios ao seu time.

Receba o conteúdo em primeira mão: