Um dos grandes motivos para a redução da produtividade nas empresas tem um nome, nem sempre conhecido por todos, mas que pode ser capaz de causar grandes prejuízos: o absenteísmo no trabalho.

As faltas constantes dos funcionários contribuem para que as metas fiquem mais difíceis ser batidas, além de provocar dificuldades nos processos e causar desconforto na organização.

Se o índice de absenteísmo em sua empresa estiver muito alto, isso indica que algo não vai bem no clima organizacional. Assim, é importante avaliar quais são as causas raiz que geram o absenteísmo.

Neste artigo, falaremos sobre o conceito de absenteísmo no trabalho, como identificar a parcela de culpa, tanto do empregador quanto do empregado, quais as possíveis causas dos problemas e que atitudes o departamento de Recursos Humanos pode tomar para reduzir esse índice.

O que é o absenteísmo no trabalho e como ele pode ser caracterizado?

O significado da palavra absenteísmo remete a ausência, ou seja, tem a ver com estar fora ou afastado de algo. Mas nas empresas ele pode ser interpretado, também, de outras maneiras.

Assim, além da falta, pode ser considerado que comete absenteísmo aquele que não executa as suas funções, independentemente do motivo.

Entre as razões para as ausências estão problemas de saúde ou familiares, dificuldades financeiras, problemas entre os colegas de trabalho, falta de motivação para a atividade, entre outros exemplos.

Quando ele se relaciona à empresa, é preciso ficar atento, pois há maneiras de melhorar a situação para que os índices diminuam, como veremos adiante.

Como calcular o absenteísmo no trabalho?

Antes de verificar se as razões para o absenteísmo no trabalho estão relacionadas com problemas dentro da empresa, é preciso saber exatamente o tamanho da situação.

Para isso, há uma fórmula que permite calcular qual o índice de faltas entre os empregados. Vamos dar um exemplo prático para que você possa entender melhor e fazer a conta.

Podemos supor que sua empresa tenha uma equipe com dez pessoas. Você deve somar quantas horas de trabalho todos deveriam trabalhar em um mês. Então, se cada um trabalha por seis horas, cinco dias por semana e quatro semanas por mês, então a equipe completa faz 120 horas/mês.

Para fazer o cálculo do absenteísmo, você deve somar quantas horas de atraso e faltas a equipe teve no mesmo período. Assim: se cada um dos cinco funcionários faltaram um dia, você terá 30 horas perdidas.

Essa conta também deve prever os atrasos: some os minutos de atraso e saídas antecipadas de todos os colaboradores. Nesse exemplo, vamos supor que tenham sido 2 horas de atraso no total, nesse mês. Ou seja, o total de horas perdidas no mês foi de 32 horas.

Divida esse número pelo total de horas que deveriam ser trabalhadas e multiplique por 100. O resultado será o seu índice médio de absenteísmo naquele período (que no nosso exemplo prático seria de 3,2%).

O que diz a legislação sobre o tema?

A empresa tem direito de corrigir o índice de absenteísmo de seus colaboradores por meio de punição. Pela lei, é possível advertir, suspender por 30 dias o funcionário e até dispensá-lo por justa causa, dependendo da situação.

Para que se caracterize o abandono de emprego, por exemplo, é preciso que ele se ausente por 30 dias seguidos sem justificativa. Vale lembrar que as faltas e atrasos poderão ser descontados se o empregador deixar clara a sua insatisfação com o comportamento do empregado.

Como identificar os motivos para que o absenteísmo no trabalho ocorra?

Há uma série de situações — fora as idas ao médico, problemas pessoais e de saúde — que podem causar um alto índice de absenteísmo na sua empresa.

Saiba que elas devem ser encaradas também como um aprendizado e uma forma de melhorar os processos no seu negócio. Certamente você verá os resultados na produtividade e na rentabilidade da organização.

Equipe desmotivada

Se as jornadas de trabalho estiverem muito longas, com necessidade constante de horas extras, ou se há condições insalubres no ambiente, clima tenso ou baixa remuneração, há grandes chances dos funcionários começarem a se ausentar.

Procure oferecer jornadas mais flexíveis e melhorar os processos, para que não seja necessário o acúmulo de horas extras. A comunicação entre a liderança e a equipe também é fundamental para resolver conflitos e melhorar o ambiente.

Instabilidade entre os colaboradores

O clima de instabilidade na equipe, gerado por uma liderança ruim, pode provocar desorientação, falta de comunicação e as consequentes faltas. É preciso que haja entendimento dos objetivos e metas organizacionais, além de transparência e bons feedbacks.

Além disso, é importante verificar se as metas estabelecidas são viáveis, pois ter objetivos inatingíveis pode causar estresse e falta de motivação para o trabalho.

Falta de entendimento

Muitas vezes o funcionário simplesmente não entende a função que deve exercer, acaba não conseguindo resolver os problemas e situações que se apresentam e termina desmotivado. Uma das razões para isso pode ser que ele simplesmente não tenha o perfil para aquela vaga.

É importante investir em processos eficientes de recrutamento e seleção para que não haja prejuízos no futuro.

Como diminuir o índice de absenteísmo em sua empresa?

Algumas estratégias podem ser adotadas pela organização para prevenir o problema e evitar que haja absenteísmo no trabalho. Confira as principais, que devem ser organizadas pelo departamento de Recursos Humanos:

  • manter um bom clima organizacional;

  • fazer pesquisas de satisfação;

  • oferecer planos de carreira;

  • criar metas individuais para garantir a motivação;

  • oferecer oportunidade de crescimento e aprendizado, como treinamentos, cursos, palestras, entre outros;

  • analisar a ergonomia no ambiente de trabalho;

  • investir na saúde e na segurança do trabalhador;

  • promover a qualidade de vida e incentivar a busca pelo bem-estar e pela satisfação pessoal;

  • criar políticas e métricas de reconhecimento pelo atingimento de metas, como bonificações, prêmios, viagens, entre outros;

  • investir constantemente em capacitação das lideranças para garantir que haja feedback e motivação;

  • estimular a alimentação saudável e a prática de exercícios físicos, inclusive laborais;

  • usar a tecnologia e ferramentas de comunicação interna;

  • dar transparência à cultura organizacional, em especial no momento da contratação.

O absenteísmo no trabalho pode levar a empresa a aumentar os seus custos sem nem perceber, afetando sua eficácia e dificultando que ela alcance os resultados esperados. Por isso, é preciso estar atento às causas do problema e atacá-las na raiz.

Vimos que o assunto deste artigo está diretamente ligado à rentabilidade na sua empresa. Por isso, que tal ler mais sobre isso e identificar quais são os indicadores de produtividade aos quais você deve estar atento?