Toda empresa é formada por pessoas e, sem elas, seria só uma entidade abstrata. Portanto, se o profissional trabalha desmotivado, entrega resultados abaixo do desejado e até atende mal os clientes, é crucial saber como aumentar a satisfação do colaborador.

Há uma série de práticas simples que podem fazer toda a diferença nesse sentido. Melhorar a comunicação interna, criar uma boa cesta de benefícios e incentivar o espírito de equipe são bons exemplos. É preciso avaliar o que é mais adequado à realidade da sua empresa e, depois, colocar em prática.

Quer saber mais sobre o tema? Separamos 7 dicas simples para aumentar a satisfação do colaborador em sua empresa. Então, leia com atenção os próximos tópicos!

1. Melhore a comunicação interna

A comunicação interna é a base para a execução de muitos processos, assim como para o sucesso do negócio. Quando existe diálogo, os profissionais podem executar as tarefas diárias com qualidade, eliminar erros e, inclusive, criar vínculos mais fortes e duradouros.

No entanto, é comum que as empresas enfrentem dois grandes obstáculos para atingir esses objetivos: a falta de canais internos que permitam a boa comunicação, e a ausência de gestores comprometidos em cascatear com qualidade as informações necessárias. É necessário analisar esses problemas e eliminá-los.

Para melhorar a comunicação entre os talentos da empresa, comece integrando novos canais que facilitem a veiculação do que é dito, como murais de recados, aplicativos mobile e softwares. E mais, envolva todos (incluindo o CEO) na melhoria do diálogo.

2. Reforce o espírito de equipe

O local de trabalho é um ambiente colaborativo, ninguém trabalha sozinho! É preciso que vários talentos, com competências singulares, atuem com coordenação para que certos objetivos sejam alcançados. Portanto, é crucial fomentar o espírito de equipe.

Para tanto, o mais indicado é usar técnicas de team building (construção de times, em tradução livre). O conceito representa atividades, geralmente ao ar livre, capazes de conectar os talentos e estimular o espírito de equipe, reforçando a união.

Há uma série de possibilidades, como jogos em grupo, prática de esportes tradicionais, arborismo, canoagem, entre outras atividades divertidas e que dependam do coletivo. O intuito é gerar descontração, bem-estar e união junto aos talentos.

3. Crie uma cesta de benefícios atraente

Bons benefícios contribuem para otimizar o bem-estar dos colaboradores. Ao oferecer o vale-cultura, por exemplo, o profissional pode comprar livros, participar de shows ou eventos capazes de aliviar o estresse diário, bem como torná-lo mais capacitado.

O ideal é selecionar um conjunto de benefícios alinhado ao perfil dos talentos. Ou seja, você deve conhecer o público interno e seus principais anseios, para, só depois disso, estabelecer a cesta adequada — se a equipe é composta por pais e mães de família, por exemplo, é mais interessante oferecer o vale-alimentação do que o vale-cultura.

Também é importante refletir sobre os critérios de administração. Hoje, o mais comum é usar cartões de benefícios, afinal, são flexíveis, seguros e de fácil controle por parte do empreendedor. O modelo tradicional de gestão, por outro lado, é confuso.

4. Invista na qualidade do ambiente

A empresa é um local saudável para se trabalhar ou há reclamações recorrentes por parte dos funcionários? É importantíssimo pensar no bem-estar do ambiente interno, se ele oferece saúde, segurança e conforto — do contrário, algumas coisas devem mudar.

Grandes organizações investem pesado na construção de um ambiente diferenciado, afinal, sabem que é crucial à atração e retenção de talentos. A sede da Walmart em São Paulo tem até minicampo de golfe, além de sala de jogos. E em seu negócio?

Calma, não é preciso investir muito! Um bom começo é avaliar se o ambiente é bem arejado, se os móveis oferecem algum conforto e se todos os critérios de segurança estão sendo seguidos. Com pequenas mudanças, estruturais ou não, você pode deixar o ambiente muito mais agradável.

5. Reconheça e recompense pelos resultados

Quando um subordinado é reconhecido por seu superior, há um aumento imediato na satisfação e no comprometimento com os resultados. Por outro lado, quando o líder deixa de reconhecer o trabalho da sua equipe, existe uma forte percepção de injustiça.

O mais recomendado é reconhecer os profissionais na forma de feedback sanduíche, alternando críticas construtivas e elogios. Desse modo, poderá parabenizar o que está sendo bem-feito e indicar o que precisa melhorar, além de entusiasmar o profissional.

Mas não dá para ficar sempre no reconhecimento. É preciso ir além e recompensar o trabalho que corresponde ou supera as expectativas da empresa. Esse segundo passo pode vir na forma de promoção na carreira, premiação ou bonificação, segundo o perfil dos funcionários e o orçamento disponível.

6. Invista no modelo de liderança exemplar

Outra prática eficaz para aumentar a satisfação do colaborador é investir no modelo de liderança pelo exemplo. Hoje, a velha frase “faça o que eu faço, não o que eu falo” não tem qualquer sentido. O líder deve ser um verdadeiro espelho ao time de trabalho.

Ser um líder exemplar significa respeitar as regras do “jogo”, cumprir com horários e abraçar os valores da empresa. De igual modo, deve ouvir os empregados, gerar feedbacks e entregar resultados pessoalmente, demonstrando que também trabalha com afinco.

Quando um talento enxerga seu superior imediato atuando como exemplo, percebe que está no lugar certo e que também deve se comprometer com as regras. Isso gera organização, senso de responsabilidade e uma melhor relação entre líder e liderado.

7. Aumente a transparência no trabalho

Algumas empresas têm um clima de trabalho tóxico, capaz de matar a satisfação dos empregados. Muitas vezes, esse mal está vinculado à falta de transparência — os funcionários sentem-se desinformados, excluídos de decisões importantes e sem dados suficientes para agir com acerto. Em razão disso, todo o trabalho é prejudicado.

Nesse caso em específico, uma solução simples é o modelo de gestão à vista. Significa colocar painéis em pontos estratégicos da empresa (com maior movimentação dos funcionários, como o bebedouro) e alimentá-lo com informações importantes para os colaboradores, como indicadores-chave de gestão, estratégias e decisões da liderança.

Chegamos ao final do nosso post. Agora, você pode colocar essas dicas em prática, com a certeza de que o nível de satisfação e lealdade dos funcionários vai aumentar! Aos poucos, é preciso reformular a gestão de pessoas, objetivando torná-la mais agradável e centrada em aumentar a satisfação do colaborador.

Gostou do nosso conteúdo? Aproveite para seguir aprendendo e leia agora o nosso post sobre por que trocar a empresa de benefícios. Boa leitura!