Engana-se quem pensa que o bem mais precioso de uma empresa, independentemente de seu ramo de atuação ou tamanho, é o seu capital financeiro. Por mais que a companhia invista em inovações, tecnologia, estrutura e otimização de processos, o que realmente a torna bem-sucedida ou não são os colaboradores que a compõem.

Nesse sentido, é possível afirmar que uma empresa efetiva é aquela na qual os funcionários são o melhor combustível para que os resultados desejados sejam alcançados. Mas o que fazer se os colaboradores não estão exercendo suas tarefas com motivação? É aqui que entra a relação entre benefícios empresariais e produtividade.

Para entender melhor sobre o que estamos falando, bem como descobrir o impacto dos benefícios empresariais nos trabalhadores, preparamos este artigo. Vamos lá?

Qual é a relação entre benefícios empresariais e produtividade?

Você não concorda que as tarefas dentro de uma empresa são realizadas da melhor maneira possível quando os times de colaboradores unem esforços para tal, realmente se dedicando a essas atividades?

Então, também deve concordar que isso acontece quando os funcionários se sentem motivados para tal, não é mesmo?

A relação entre benefícios empresariais e produtividade, então, se estabelece justamente aí. Diferentemente do que muitos possam pensar, não basta apenas oferecer um salário alto para estimular um funcionário a entregar resultados, sobretudo se ele realmente não estiver motivado para tal.

Todavia, quando entra em jogo o incentivo que estava faltando, é possível até mesmo que esse colaborador supere as expectativas da empresa quanto a produtividade e até mesmo qualidade das tarefas.

Tendo isso em mente, cada vez mais organizações têm percebido a importância de oferecer benefícios que colaborem com a qualidade de vida dos trabalhadores.

Sendo assim, além de promover salários adequados e um bom ambiente para se trabalhar, as empresas têm procurado oferecer benefícios como vale-alimentação, vale-refeição, vale-cultura, VR Auto, entre outros.

Essas são apenas algumas opções capazes de demonstrar reconhecimento e recompensa aos funcionários, engajando-os em suas funções.

Como os benefícios impactam os colaboradores?

Aumento da motivação

Como já mencionamos, colaboradores que não possuem a motivação necessária para o cumprimento de suas tarefas definitivamente não entregam resultados com a mesma qualidade e frequência do que aqueles realmente engajados em suas atividades. Isso porque esses últimos recebem um incentivo que os leva a dar sempre o melhor de si.

Para algumas empresas — que não perceberam a importância do investimento da qualidade de vida do trabalhador — isso pode parecer algo corriqueiro, mas saiba que o oferecimento de vale-refeição e vale-alimentação, por exemplo, já são considerados motivos atraentes para que os colaboradores se sintam mais satisfeitos no trabalho.

Menor recorrência de faltas e atrasos

Faltas e atrasos por parte dos colaboradores são fatores prejudiciais para qualquer empresa, mas isso não para somente aí. Quando ocorrem com uma frequência maior, podem ser indicadores de que algo mais grave está acontecendo na organização.

Isso porque colaboradores desmotivados e que realmente não sentem vontade em cumprir com suas tarefas tendem a fazer com que qualquer situação (por mais simples que seja) se torne um motivo para não ir à empresa ou chegar tarde no trabalho. Faz todo o sentido, não é verdade?

Contudo, com o oferecimento de benefícios empresariais, essa situação pode ser revertida. Além de funcionarem como grandes incentivos para que o funcionário saia de casa todos os dias para trabalhar, eles contribuem com a melhora de sua saúde (como veremos a seguir) e, consequentemente, reduzem até mesmo a recorrência de doenças e demais complicações.

Melhora da saúde dos trabalhadores

Se você ainda pensa que os benefícios empresariais servem apenas para deixar os colaboradores mais motivados, está enganado. Saiba que eles também são excelentes ferramentas para melhorar a qualidade de vida e, consequentemente, a saúde dos trabalhadores.

Aqui, os principais exemplos para ilustrar essa afirmação são, novamente, o vale-refeição e o vale-alimentação.

Com o primeiro, o trabalhador pode fazer suas refeições diárias em restaurantes, lanchonetes, padarias, entre outros estabelecimentos de qualidade, se alimentando bem e de forma prática, sem precisar se preocupar com pagamentos em dinheiro.

Já com o segundo, ele consegue fazer suas compras de gênero alimentício em supermercados e demais comércios do tipo, adquirindo todos os produtos e ingredientes necessários para adotar uma alimentação saudável e de qualidade (inclusive, estendendo o benefício a toda a família).

Como os benefícios empresariais retêm talentos?

Por fim, mas não menos importante, é preciso ressaltar que a alta rotatividade e a perda de talentos são uns dos desafios mais temidos pelas organizações.

Agora, imagine, por exemplo, que um funcionário extremamente competente e necessário dentro de uma empresa até goste do seu local de trabalho, mas sente que outras companhias poderiam reconhecê-lo ainda mais, justamente por que ofereceriam a ele benefícios interessantes?

Tendo isso em mente, ele sai de seu emprego atual e encontra em outro a valorização que merece. Pense, então, em como essa situação poderia ser revertida se a sua empresa já oferecesse a esse funcionário aquilo que ele estava procurando. Essa é mais uma vantagem dos benefícios empresariais, incentivando e retendo talentos na organização.

Como fazer a gestão dos benefícios empresariais?

Agora, você já conhece a relação entre benefícios e produtividade, entendendo também como eles impactam os trabalhadores e servem como um recurso importante para reter talentos.

Mas qual é o primeiro passo para trazer todas essas vantagens para dentro da minha empresa? Como fazer a gestão de todos esses benefícios? Aqui, a principal resposta é: contar com uma empresa prestadora de serviços de renome e com qualidade reconhecida — como a VR.

Saiba que a terceirização da gestão de benefícios é uma alternativa valiosa para as empresas que, além de compreenderem a importância do investimento na motivação do colaborador, desejam focar seu trabalho em outras frentes do negócio.

Viu só como a relação entre benefícios empresariais e produtividade faz todo o sentido? Se você está notando que os times de funcionários da sua empresa não estão trabalhando com a motivação necessária, gerando cada vez menos resultados satisfatórios, saiba que essa é hora para adotar um plano de ação e reverter a situação.

Para descobrir como isso pode ser feito e entender ainda mais sobre o tema, não deixe de conferir agora mesmo nosso artigo sobre produtividade. Até a próxima!