Com a meta de realizar um bom clima organizacional, grandes corporações oferecem crescentemente benefícios para funcionários, como auxílio-creche, vale-transporte, plano de saúde e vale-alimentação. Além de algumas instituições tentarem abranger essas vantagens, a maior parte fica no senso comum, dado que ainda não concedem tais benefícios.

Dessa forma, o que pode ser uma maneira de privilegiar os funcionários e atraí-los para as corporações acaba sendo visto como algo de muito custo por alguns gestores, o que, na prática, não é verdade.

Continue lendo o post e descubra a relação entre a satisfação dos colaboradores e os benefícios oferecidos e, ainda, como isso, na verdade, custará menos para a empresa.

Qual a importância de oferecer benefícios para funcionários?

A conveniência de oferecer os melhores benefícios aos funcionários é a reação do cenário que o mercado brasileiro encontra-se no momento. Perante a falta de mão de obra qualificada, reter e atrair talentos têm sido um grande obstáculo para a maior parte dos gestores. Para motivar e, principalmente, reter talentos é preciso usar os benefícios de maneira inteligente.

No entanto, alguns empreendedores podem focar na questão financeira, pensando no aumento dos custos ao conceder benefícios.

Contudo, esses benefícios são capazes de melhorar a qualidade de vida dos funcionários. Plano de saúde e auxílio-creche, por exemplo, resolvem problemas básicos e trazem segurança. Benefícios extras podem fidelizar bons trabalhadores, que vão pensar melhor antes de trocar de emprego.

Trabalhadores motivados, e que se sentem valorizados pela empresa, produzem mais e trazem maior retorno. Além disso, oferecer mais benefícios é uma maneira de conseguir contratar melhores funcionários, que costumam ser mais disputados pelo mercado.

Investimento ou gasto?

A função do investimento é provavelmente o fator mais importante para a satisfazer os colaboradores. Além disso, quando se oferta benefícios, há abatimentos fiscais, portanto, é possível gozar dos benefícios fiscais ao oferecer esses vales aos seus colaboradores.

Também é preciso manter o equilíbrio entre trabalho e lazer, um espaço laboral agradável e seguro. Nunca exponha o profissional a ambientes perigosos nem a jornadas exaustivas, e também não despreze seus problemas de saúde.

O gestor que oferta benefícios deve ter uma retribuição muito grande de sua equipe. Consequentemente, os serviços e a produção devem aumentar e o comprometimento também.

Quais são os benefícios obrigatórios?

Pela CLT, são obrigatórios apenas o FGTS, vale-transporte, Férias e o Décimo terceiro salário. E há especificações a serem seguidas para cada um deles:

Fundo de Garantia por Tempo de Serviço — FGTS

Correspondente a 8% do total da remuneração recebida pelo trabalhador, e que é depositada em uma conta vinculada, ou seja, em uma conta bancária à qual o trabalhador não tem acesso, só podendo receber o saldo dessa conta em caso de demissão pelo empregador sem justa causa, ou em outras situações especiais previstas em lei, como:

  • aposentadoria concedida pela Previdência Social;

  • extinção normal do contrato de trabalho a termo;

  • a continuidade do colaborador por três anos consecutivos fora das normas do FGTS, diante disso, é liberado o saque a partir do mês de aniversário do proprietário da conta;

  • a continuação da conta vinculada por mais de três anos sem crédito de depósito, para licença ocorrida até 3.7.1990.

Vale-transporte

É um benefício que impede que qualquer trabalhador gaste mais do que 6% do seu salário com despesas de transporte de sua casa até o trabalho e do trabalho até sua casa. O valor da despesa que superar os 6% deve ser custeado pela empresa;

Férias

A cada 12 meses o trabalhador tem direito a 30 dias de descanso. Durante esse período, a sua remuneração será acrescida de 1/3 em relação à remuneração normal.

Décimo Terceiro salário

Denominada como décimo terceiro salário, esse adicional de Natal foi constituído no Brasil pela Lei 4.090, de 13/07/1962, e assegura que o colaborador receba o proporcional a 1/12 (um doze avos) do salário por mês trabalhado. Isto é, equivale o pagamento de uma remuneração extra ao funcionário ao final de cada ano.

Quais são os benefícios opcionais para oferecer aos colaboradores?

Confira!

1. Vale-alimentação e vale-refeição

Para organizações com mais de 300 colaboradores é previsto que haja um ambiente para que os funcionários possam realizar suas refeições (a instituição pode disponibilizar a refeição ou o profissional para trazer de casa).

Porém, empresas de menor porte podem ou não ofertar esse benefício. Inclusive, é interessante ressaltar que a diferença entre vale-alimentação e vale-refeição. O primeiro é oferecido ao colaborador para realizar compras em padarias e supermercados, por exemplo. O segundo, para fazê-las em restaurantes.

2. Assistência médica

Quando a empresa oferece plano de saúde, o custo pode ser deduzido na folha de pagamento do funcionário. Entretanto, o colaborador pagaria abaixo do que se ele contratasse um plano particular, visto que a companhia paga boa parte do custo. Além do mais, planos corporativos habituam ser mais acessíveis do que individuais.

É possível oferecer diversas opções de planos, com coberturas menores ou maiores. Assim, fica a cargo do funcionário escolher qual receber e qual o tamanho do desconto. A empresa também pode arcar com toda a mensalidade, evitando descontos ao salário do trabalhador.

3. Vale-cultura

O Vale-cultura, na prática, é um pagamento adicional ao trabalhador, em forma de benefício, entregue em um cartão magnético. Todo mês, este saldo é acrescentado no cartão para que o funcionário possa aplicar em livros, eventos, ingressos, filmes etc.

O benefício pode tanto ser consumido mensalmente quanto acumulativo para eventos de grande escala, sendo que, não é adicionado ao pagamento em forma de salário, o que faz com que não haja impostos sobre o benefício.

4. Plano odontológico

Oferece ao funcionário a possibilidade de realizar tratamentos dentários e funciona de forma semelhante à assistência médica.

5. Auxílio-creche

O auxílio-creche é um direito para mulheres que trabalham em empresas com mais de 30 funcionários, e opcional para negócios menores. Caso o proprietário opte por oferecer o benefício, poderá disponibilizar uma área para as mães deixarem seus filhos no horário de trabalho.

Esse espaço poderá ficar dentro ou fora da empresa. Uma opção é fazer convênio com outras entidades. Outra ideia é disponibilizar o valor da creche à mãe, por meio do sistema reembolso-creche. Há, ainda, o auxílio-babá.

6. Bolsas de estudo

Certas empresas investem na formação de seus funcionários. Podendo também oferecer bolsa de estudo 100% custeada pela companhia ou uma parcela para que possam frequentar especializações ou cursos.

Promover esse benefício pode ser essencial para a empresa no sentido de capacitar profissionais melhores habilitados, que consigam contribuir consideravelmente com o crescimento da companhia.

Se você deseja expandir o seu negócio para fora do Brasil, por exemplo, é possível oferecer cursos de línguas, como inglês e espanhol. Outra ideia é pagar cursos de culinária, caso tenha um restaurante e queira formar melhores cozinheiros.

7. Horário flexível

Conforme uma pesquisa atual do Linkedin, 67% dos funcionários desejam mais flexibilidade no emprego. Essa ação não custa valor algum ao gestor programar opções mais flexíveis.

Não se sinta apto em adotar uma função totalmente virtual, uma escolha é optar por certas “horas essenciais” em que todos os colaboradores devem estar no ambiente de trabalho e então definir o horário que melhor se encaixa na flexibilidade ofertada.

Em resumo, oferecer mais benefícios para funcionários também é forma de conseguir colaboradores mais qualificados, que estão habituado em serem mais concorridos pelo mercado e têm a oportunidade de escolher as melhores propostas.

Além de oferecer os benefícios que caibam dentro do orçamento da sua empresa, lembre-se de manter sua equipe motivada. É importante dar atenção a cada um de seus funcionários e ouvir o que eles têm a dizer.

Gostou do post? Aproveite e conheça técnicas para liderar pessoas!