É evidente que, ao buscar oportunidades, as pessoas procurem por bons cargos e salários nas empresas, que proporcione uma melhor qualidade de vida e estabilidade financeira.

Mas além de uma boa remuneração, a carteira de benefícios é um importante fator que atrai os colaboradores e contribui para um clima organizacional receptivo.

O objetivo da carteira de benefícios é garantir algumas necessidades básicas, como alimentação, transporte público, recompensa aos melhores profissionais e algumas vantagens aos líderes. Quando ela não é atrativa, torna-se difícil reter talentos, aumentar a produtividade ou aperfeiçoar sua equipe.

Mas, afinal, como oferecer vantagens de qualidade? Pensando nisso, no post de hoje, será apresentado os 5 passos práticos para montar e gerenciar uma carteira de benefícios que seja atrativa. Continue a leitura e saiba mais sobre o assunto!

1. Saiba o que seus colaboradores precisam

A maioria dos funcionários tem necessidades básicas como comida, transporte, plano de saúde e seguro de vida. No entanto, nem sempre os salários oferecidos são suficientes para que eles tenham acesso a tudo.

Por isso, ao pesquisar a real necessidade dos seus colaboradores e oferecer benefícios desse tipo como parte do pagamento, faz com que eles se mantenham garantidos.

2. Estabeleça prioridades no seu plano de benefícios

Nem sempre é possível atender todas as demandas dos colaboradores. Então, estabelecer uma lista de prioridades para todos os benefícios oferecidos é essencial, para que os mais necessários sejam atendidos primeiro.

Os principais costumam ser transporte e alimentação, já que sem eles os servidores ficam impossibilitados de trabalhar. Em seguida, o plano de saúde e odontológico são os mais solicitados.

3. Reavalie a carteira de benefícios regularmente

Pode ser que os benefícios escolhidos há alguns anos não sejam mais tão atrativos atualmente. As mudanças nas empresas acontecem com frequência, e a equipe acompanha essas inovações.

Por isso, não esqueça de realizar uma pesquisa de satisfação interna anual para avaliar a efetividade e oferecer uma melhor gestão de benefícios. Além disso, conheça qual delas é mais interessante para a maioria da equipe.

4. Ofereça opções

Para que uma carteira seja atrativa e atenda às necessidades do grupo, ofereça opções de benefícios diversos e personalizados. Desse modo, você atenderá a maioria dos colaboradores, sem que nenhum fique desamparado.

Vale destacar que a utilização superior de um benefício pode ampliar o seu custo e carga administrativa. Portanto, é necessário estar atento a estas condições para atingir os objetivos estratégicos, tendo em vista a relação custo-benefício.

5. Não foque apenas no retorno financeiro

A carteira de benefícios não representa apenas um acréscimo no salário, ela também pode garantir recompensas extras como viagens, cortesias, descontos em eventos, entre outros.

Essas recompensas aliviam a agitação diária da equipe, aumentam a eficiência e produtividade no trabalho e melhoram o clima organizacional.

Planos de saúde e auxílio-creche, por exemplo, solucionam dificuldades básicas e trazem segurança para muitos colaboradores, que vão pensar várias vezes antes de procurar outro emprego.

Como gerenciar a carteira de benefícios?

Uma eficiente gestão de benefícios tem como finalidade atender às necessidades dos funcionários que, consequentemente, resulta em maior motivação, melhor desempenho e engajamento dos profissionais.

Mas a falta de controle na gestão dos beneficiários pode gerar inconformidades que trarão prejuízos financeiros à empresa. O empreendedor deve estar atento ao gerenciamento da carteira, para que seja oferecido os melhores benefícios aos seus colaboradores. Para tanto, alguns pontos importantes devem ser destacados.

Tenha uma plataforma especializada para fazer acompanhamento

Oferecer vantagens pode ser atrativo, mas se elas forem mal planejadas pode resultar em problemas para a empresa, quando associadas à gestão e monitoramento.

Diversas plataformas disponíveis no mercado possibilitam um controle mais seguro e informatizado para acompanhar o curso de informações de cada beneficiário.

Isso é relevante para centralizar as informações em apenas um local e melhorar o trabalho do setor de RH. Assim, os custos e o tempo podem ser reduzidos, possibilitando um melhor controle.

Ter um único fornecedor

Na maioria dos casos, os colaboradores recebem vários cartões, cada um com seu respectivo benefício. Geri-los de forma individualizada pode ser difícil para alguns, por isso, optar por uma empresa que fique responsável por fazer esse controle é imprescindível.

Esse fornecedor pode controlar os problemas com a gestão de RH, reduzir a quantidade de parcerias desnecessárias e garantir praticidade no acompanhamento do serviço.

Manter uma política transparente

É preciso deixar claro aos funcionários, desde o processo de recrutamento e seleção, a política de vantagens oferecidas pela organização, como elas serão pagas e seus percentuais.

Essa transparência permite construir uma relação de confiança entre as partes e pode ser um diferencial competitivo de destaque no mercado, além de ser uma motivação.

Como escolher bons fornecedores de benefícios?

Com tantas opções disponíveis atualmente no mercado, escolher bons fornecedores de benefícios pode gerar muitas dúvidas às empresas. Afinal, não adianta ter uma carteira de benefícios atrativa e não escolher uma empresa adequada para fornecer esses serviços.

Qualidade do atendimento, facilidade na gestão dos pedidos, flexibilidade de escolha dos benefícios, boas condições de pagamento e ampla rede credenciada são alguns dos principais aspectos que devem ser levados em consideração pela empresa na hora da escolha.

Nesse contexto, a VR Benefícios é uma empresa especializada nesse segmento, que oferece excelente qualidade no atendimento e as melhores condições comerciais, como as menores tarifas do mercado e grande rede de estabelecimentos credenciados.

Portanto, a empresa de benefícios ideal é aquela que oferece serviços confiáveis, de excelente qualidade e que atenda às necessidades dos funcionários. Além de garantir benefícios que levam à praticidade, segurança e comodidade aos trabalhadores.

Por isso, terceirizar esses serviços pode ser uma excelente escolha. Assim, a empresa só tem a ganhar!

Por fim, vale ressaltar a importância da carteira de benefícios, como uma ferramenta para a gestão de recursos humanos das empresas que prevalecem em um cenário de competição no mercado. Elas precisam dispor de muitos atrativos para reter talentos dentro das organizações.

Agora que você já conhece os 5 passos para montar uma carteira de benefícios atrativa, aproveite a visita em nosso blog e leia também “Como usar os benefícios para reter talentos nas empresas?”. Vamos lá!