Os dias atuais são marcados pela agilidade e praticidade. Isso influencia não só os nossos hábitos de consumo, como também a forma pela qual adquirimos os produtos que desejamos.

Se antigamente pagar em dinheiro era a maneira mais comum de concluir uma transação, hoje são raras as pessoas que ainda carregam notas e moedas em suas carteiras. Você, que é dono de um estabelecimento do ramo de alimentos e bebidas, certamente já percebeu que os cartões alimentação estão em alta, não é mesmo?

Isso porque eles são benefícios oferecidos por cada vez mais empresas. Dessa forma, passar a aceitá-los em seu negócio é uma maneira estratégica de conquistar os clientes, vender mais e, é claro, aumentar os lucros.

Caso ainda restem dúvidas sobre essa modalidade de pagamento, não se preocupe. Neste post, falaremos sobre os cartões alimentação que podem ser aceitos em cada tipo de estabelecimento, quais benefícios o seu negócio tem ao adotá-los e como escolher a melhor operadora para se credenciar. Vamos lá?

Quais são os principais tipos de cartões alimentação?

Quando falamos em cartões alimentação, estamos nos referindo, basicamente, a dois tipos de benefícios que são ofertados pelas organizações atualmente: o vale-alimentação e o vale-refeição.

Embora semelhantes no nome e no fato de terem sido criados com o mesmo intuito — fomentar o acesso a uma dieta de qualidade pelo trabalhador —, eles são aceitos em estabelecimentos distintos de acordo com o tipo de produto comercializado. Acompanhe abaixo mais informações sobre cada um deles!

Vale-alimentação

Você se lembra das cestas básicas comumente distribuídas pelas empresas a seus colaboradores nas décadas passadas? Para manter o propósito do benefício e trazer praticidade e flexibilidade para ambas as partes, elas vêm sendo substituídas pelo vale-alimentação.

De modo geral, trata-se de um cartão magnético com o qual o funcionário pode fazer compras de produtos do gênero alimentício. Ele é aceito em locais como hiper e supermercados, mercearias e padarias. 

Na prática, o colaborador pode escolher, dentre os estabelecimentos citados, os de sua preferência para adquirir os produtos que deseja. Assim, utiliza o benefício para custear a sua alimentação — e a da sua família, em muitos casos — durante o período de um mês. 

Vale-refeição

Já o vale-refeição, que também consiste em um cartão magnético, foi criado para custear as refeições dos colaboradores de uma empresa. Com ele, os funcionários conseguem pagar por cafés da manhã, almoços, lanches e jantares.

Tudo isso traz bastante comodidade para o trabalhador, que não precisa levar comida de casa e consegue se alimentar em restaurantes e bares (que servem alimentos), lanchonetes, padarias etc. 

Outra vantagem é que, com o vale-refeição, também eliminam-se as preocupações em fazer pagamentos em dinheiro todos os dias para comer. Afinal, como comentamos, não é todo mundo que anda com quantias em espécie na carteira nos dias de hoje.

O que meu estabelecimento precisa para aceitá-los?

Vimos até então que os cartões alimentação correspondem a:

  • vale-alimentação: aceito em supermercados, mercearias, armazéns etc.;
  • vale-refeição: aceito em restaurantes, padarias e demais estabelecimentos onde são servidas refeições.

Agora, a dúvida que fica é: como aceitar cartões alimentação no meu negócio? Na verdade, qualquer comércio no segmento alimentício pode permitir pagamentos nessas modalidades, basta fazer um contato diretamente com as prestadoras de serviço especializadas nesses benefícios para firmar um contrato.

É essencial selecionar bem a empresa de benefícios com a qual o seu estabelecimento se conveniará. Para isso, é preciso fazer uma boa pesquisa de mercado antes de tomar uma decisão. 

Você precisa considerar aspectos como a rede de aceitação, facilidade na gestão, atendimento, vantagens oferecidas etc. A VR, por exemplo, faz uma simulação de valores para que você entenda exatamente como a rentabilidade do negócio pode aumentar ao aceitar cartões alimentação.

Quais as vantagens de aceitar pagamentos com cartões alimentação?

Entendendo como é fácil aceitar cartões alimentação, chegou a hora de conhecer detalhadamente quais são as reais vantagens para o seu estabelecimento. Reunimos as principais a seguir!

Mais vendas… mais lucro!

De acordo com a Associação Brasileira das Empresas de Benefícios ao Trabalhador (ABBT), cerca de 17 milhões de trabalhadores no Brasil são atendidos por auxílios como vale-alimentação e vale-refeição. Essa movimentação injeta nada mais nada menos que 85 bilhões de reais por ano na economia nacional.

Com tantas pessoas recebendo cartões alimentação, não aceitá-los em seu estabelecimento significa perder oportunidades de venda. Pense bem: um cliente disposto a fazer compras entra em seu mercado ou restaurante, por exemplo. Antes de tudo, ele pergunta: “aceita cartões alimentação?”. Quando você diz que não, é bem provável que ele vá a procura de outro local onde possa usar seu benefício.

Diferencial competitivo

Há também outro fator muito importante que configura uma vantagem interessante para o seu negócio: o peso no bolso do consumidor. Nesse caso, podemos considerar os casos de trabalhadores que gostem de dois estabelecimentos, sendo que no primeiro conseguem realizar o pagamento com os cartões alimentação e no segundo não. 

Nessas situações, a chance do colaborador optar pelo local em que consegue custear suas compras com o vale é bem maior do que a de ir para onde precisaria pagar com o seu próprio dinheiro. 

Captação e fidelização de clientes

Não é incomum que os colaboradores tenham uma lista dos estabelecimentos que aceitam seus cartões alimentação e deem preferência a eles no momento de fazer suas compras ou se alimentar. Quando o seu negócio passa a aceitar tais vales, é possível de que ele também entre para essa lista.

Com isso, além de captar novos clientes, você pode fazer com que eles continuem indo ao seu estabelecimento com frequência. Vale destacar que, para conquistar consumidores fiéis, é preciso somar a possibilidade de realizar pagamentos com conforto e praticidade à qualidade do atendimento e dos produtos oferecidos.

Ficou claro como os cartões alimentação podem alavancar as vendas do seu negócio? Melhor ainda quando se escolhe uma prestadora de serviços que é líder em atendimento, com o menor tempo de implementação do mercado. 

Com a VR, você tem total suporte para aceitar pagamentos com tais cartões, podendo fazer seus reembolsos 100% online. Não perca tempo e prepare-se para responder “sim!” à pergunta mais feita pelos clientes nos dias de hoje: “aceita VR?”.

Gostou das dicas do post? Então, aproveite e assine agora mesmo a nossa newsletter. Assim, você receberá mais conteúdos exclusivos como este em seu e-mail!