O vale refeição é certamente um dos benefícios mais interessantes na visão do colaborador, isso porque, tendo o cartão em mãos, ele consegue realizar suas refeições diárias com praticidade e nos estabelecimentos de sua preferência, sem precisar se preocupar com pagamentos em dinheiro.

Contudo, é preciso saber fazer o vale refeição render para poder se alimentar com tranquilidade durante todo o mês — e sabemos que essa pode ser uma dificuldade para muitos.

É justamente pensando nisso que preparamos o artigo de hoje. A seguir, separamos algumas dicas de como fazer o uso racional do cartão vale refeição nas refeições diárias, Acompanhe o post e disponibilize as orientações para seus colaboradores!

Defina um limite de gastos por dia

Adotar um limite de gastos diário é certamente uma das orientações mais importantes a serem passadas aos colaboradores beneficiados.

Isso porque, estabelecendo um valor fixo e permanecendo dentro desse limite, o cartão cumprirá com seu objetivo de durar por todo o mês.

Aqui, cada um deve fazer as contas de acordo com seus próprios valores. Vamos supor que determinado colaborador receba R$ 400 de vale refeição e trabalhe por 20 dias no mês, por exemplo.

Para fazer o valor do cartão render ao longo do mês, ele deve gastar até R$ 20 por dia. É um cálculo simples, porém, bastante eficaz.

Lembre-se de salientar para os funcionários que esse valor obtido é apenas uma média para que se torne mais fazer o acompanhamento de gastos, já que é possível gastar menos em um dia, mais no outro e vice versa.

Faça uma lista de restaurantes

Uma boa recomendação para quem quer fazer o vale refeição render é ter em mãos uma lista com os restaurantes da região que aceitam o benefício e que são bons em preço e qualidade.

A ideia principal aqui é otimizar o uso do vale sem se cansar da comida de determinado estabelecimento, variando periodicamente entre as alternativas. 

Participe de programas de fidelidade

Os programas de fidelidade são atraentes tanto para os beneficiados (que se sentem motivados para conquistar a vantagem oferecida) quanto para os estabelecimentos, que enxergam nessa ação uma possibilidade de reter e fidelizar clientes. 

Muitos restaurantes, por exemplo, oferecem um almoço ou uma sobremesa grátis a cada 10 ou 12 almoços feitos no local, ou algum outro tipo de vantagem semelhante. Para isso, entregam ao consumidor um cartão de papel que é carimbado cada vez que ele paga por uma refeição. 

Dessa forma, se o colaborador frequentar dois restaurantes com programas de fidelidade, por exemplo, já poderá garantir dois dias de almoço por conta da casa, economizando assim no vale-refeição. Interessante, não é mesmo? 

Procure não usar o vale refeição fora dos dias de trabalho

Sabemos que usar o vale refeição aos finais de semana para sair com a família ou com os amigos é algo bastante convidativo. Contudo, é preciso reforçar que, para quem deseja fazer o benefício durar, isso não deve se tornar um hábito.

Lembre ao colaborador que o objetivo principal do vale refeição é garantir as refeições feitas durante o expediente, ou seja, ao longo dos dias de trabalho.

Dessa forma, aqueles que ainda assim quiserem aproveitar o valor em dias alternativos precisarão economizar nos almoços para, ao final do mês, ter uma quantia em crédito para gastar em programas pessoais. 

Por fim, outra orientação que precisa ser passada aos times é que gastar de forma impensada, apenas porque há saldo disponível no cartão, é algo que certamente fará com que ele não chegue até o fim do mês. Deve-se, então, estimular os gastos conscientes.

Evite o consumo excessivo de bebidas e sobremesas

Depois do almoço, nada melhor do que tomar um bom café ou saborear um docinho, não é verdade? Para algumas pessoas isso não só é algo agradável, como já se tornou um hábito difícil de se abandonar. Outros, por sua vez, não conseguem realizar suas refeições sem ter ao lado um copo de água, suco ou refrigerante. 

Sem entrar em méritos do que é saudável ou não para o corpo humano, essas práticas já estão instaladas no cotidiano de muitos. É preciso, no entanto, conscientizar os times que esses gastos devem ser feitos com moderação, de modo a não ultrapassar o limite estabelecido.  

Lembre-se de que vender o benefício é proibido

O vale refeição é um benefício destinado especificamente para a alimentação do colaborador, devendo ser utilizado por ele apenas para custear as suas refeições diárias durante o expediente (no caso do vale alimentação, o benefício pode se estender para a família do funcionário).

Isso porque ele cumpre com o principal objetivo do Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT), no qual o foco é melhorar a alimentação, a saúde e a qualidade de vida dos trabalhadores que recebem até cinco salários mínimos.

Tendo isso em mente, reforce aos times que vender o valor do cartão, transformando-o em dinheiro, é uma prática ilegal, que pode até mesmo ocasionar uma demissão por justa causa.

A proibição se estende para a compra de itens não alimentícios

Embora alguns estabelecimentos tenham passado a aceitar o vale refeição para a compra de itens não alimentícios, como itens de limpeza, de perfumaria e até mesmo eletrodomésticos, é preciso lembrar que essa também é uma forma ilegal de usar o benefício.

A compra de cigarros e bebidas alcoólicas com o vale refeição é também proibida por lei  — a Portaria nº. 03, de 1 de março de 2002 regulamenta o uso do benefício em questão apenas para a compra de produtos que resguardam a saúde do trabalhador.

Em ambos os casos, o estabelecimento pode sofrer punições quanto ao descumprimento das regras.

Passando as orientações do post para os seus colaboradores, temos certeza de que eles conseguirão fazer o vale refeição render da melhor forma possível, fazendo com que o benefício cumpra exatamente com o seu objetivo e evitando que os próprios funcionários precisem fazer gastos do próprio bolso para custear a alimentação nos dias de trabalho.  

Para receber novidades diretamente em sua caixa entrada e mais artigos exclusivos como este, não deixe de assinar agora mesmo a nossa newsletter. Até a próxima!