As empresas, geralmente, desenvolvem políticas sólidas para construir relacionamentos de qualidade com seus clientes e também com seus colaboradores.

Essas estratégias têm como objetivo aumentar as vendas, a produtividade e desenvolver o negócio. Porém, como fica a gestão de fornecedores?

É importante lembrar que esses fornecedores também são peças fundamentais do seu negócio. Afinal, produtos dependem de matérias-primas; serviços podem precisar de suporte externo; recursos humanos têm a possibilidade de terceirizar atendimentos, assim por diante.  

Você está satisfeito com os fornecedores sua empresa? Acha que existe margem para redução de custos e para otimizar seu tempo, resolvendo menos problemas? Este post é ideal para você.

Descubra como uma boa gestão de fornecedores pode indicar as respostas  que você precisa e as soluções que você tanto quer. Confira o próximo tópico!

Relação com fornecedores

Já imaginou o que pode acontecer com uma empresa em que o principal produto acabou nas prateleiras e não há nenhum outro item no estoque para repor? Ou, então, como ficaria uma companhia que não pode produzir suas mercadorias porque não conta com matéria-prima suficiente para isso?

Todas essas falhas logísticas ou de produção podem ser desencadeadas por questões de distribuição de produtos e insumos. Diversas causas podem gerar essa falha, entre elas a forma como você se relaciona com o seu fornecedor, que é um parceiro importante para o desenvolvimento do seu negócio.

Construir relações duradouras e de qualidade são sempre um desafio, já que cada empresa tem suas próprias demandas e interesses. Dessa forma, é preciso bastante bom senso para que todas as partes consigam desenvolver o seu trabalho e contribuir para que haja um crescimento mútuo.

Nos próximos parágrafos, mostramos como construir essas boas relações e agregar valor em torno delas.

Gestão de fornecedores

Para estabelecer um contato sólido, duradouro e de qualidade com os seus fornecedores é preciso adotar boas práticas. Para ajudá-lo com essa tarefa, separamos a seguir algumas dicas. Confira!

Conheça seus fornecedores

O primeiro passo para uma boa gestão é conhecer a reputação de seus fornecedores e saber com quem se está lidando. Assim, é interessante pesquisar o histórico de atuação deles, conversar com antigos clientes e perguntar sobre prazos de entrega e cumprimento de contratos.

Outros pontos interessantes a serem pesquisados é o tempo de mercado, que pode ser um indicador de qualidade de serviço — já que, geralmente, maus prestadores de serviços não conseguem atuar por muito tempo — e as garantias que os fornecedores dão sobre seus produtos ou serviços.

Formalize suas negociações

Em algum momento pode acontecer de você querer fazer um pedido ao fornecedor e, para agilizar o processo, dispensar a formulação de um contrato ou a formalização daquela solicitação. Isso pode ser um grande erro e acabar por prejudicar e gerar prejuízos para a sua empresa.

Por mais que seus fornecedores sejam de confiança e trabalhem contigo há muito tempo, sempre que fizer um pedido ou fechar algum acordo comercial, elabore um contrato ou algum documento que formalize a transação. Essa é uma forma de resguardar o seu negócio, garantindo que não tomará prejuízos, mesmo que o fornecedor falhe no cumprimento do compromisso.

Crie relações de confiança

Uma empresa para crescer precisa firmar parcerias. O mesmo acontece com o seu fornecedor, que depende dos clientes para se desenvolver. Portanto, esse relacionamento só vai funcionar caso exista confiança entre as partes e que elas possam criar ações e estratégias de benefício mútuo.

Assim, é preciso que os seus fornecedores entendam quais as necessidades do seu negócio e, dessa forma, possam sugerir soluções efetivas. Para construir essa relação, é importante criar canais de comunicação eficientes e acessíveis para as duas partes, o que permite maior integração entre os negócios.

Além disso, bons fornecedores também podem vir a se tornar porta-vozes da sua empresa. Ou seja, a partir da confiança construída, eles podem indicar seu trabalho para os contatos deles e abrir novas portas para você — esse comportamento é uma via de mão dupla e a sua marca também pode favorecer o seu prestador de serviço.

Adote uma estratégia de compliance

Como deve saber, as empresas têm a obrigação de atuar dentro da legislação e se atentar às boas práticas éticas. Porém, cada companhia costuma desenvolver suas próprias políticas para garantir o cumprimento das normas — sejam elas legais ou de relacionamento —, o que impacta na forma como uma marca lida com a outra.

Por isso, é comum as empresas exigirem de seus fornecedores um conjunto de boas práticas, afinal, ninguém quer ver a sua marca exposta em escândalos. Assim, deixe claro para os prestadores de serviço quais as situações podem colocar um fim na parceria, como crimes ambientais e descumprimento da legislação trabalhista.

Faça visitas periódicas

Nos tópicos acima, falamos um pouco sobre conhecer o seu fornecedor. Saber a qualidade dos produtos e insumos, ter boas referências de mercado e a segurança de que seus pedidos serão atendidos no prazo é essencial para contratar um prestador de serviço e começar uma parceria com ele.

Porém, construir relacionamentos também envolve conhecer mais a fundo seus fornecedores. Portanto, visite as instalações deles para entender como funciona a produção, qual a estrutura que eles dispõem e qual a política interna adotada. Aproveite também para conversar com gerentes e colaboradores para ter informações importantes sobre o seu parceiro.

Tenha a tecnologia como uma aliada

A tecnologia é uma parceira importante para as empresas, pois oferecem ferramentas, informações e dados que melhoram a gestão e permitem aprimorar estratégias e planejamentos.

No mercado, existem softwares que ajudam a acompanhar o seu estoque, permitindo fazer pedidos com mais agilidade. Permitem também registrar os prestadores de serviço e avaliar a sua eficiência, assim como desenvolver um canal de comunicação mais eficiente com todos os seus fornecedores. Uma ajuda e tanto!

Como vimos, a gestão de fornecedores depende de boas práticas, pois somente assim é possível estabelecer uma relação de confiança que permita às duas partes se desenvolverem no mercado. Não perca tempo e comece logo a trabalhar esse relacionamento!

Quer estar por dentro dos melhores conteúdos sobre gestão e política de pessoal? Então curta a nossa página no Facebook e tenha acesso a todas as novidades!