Qualquer empresa segue processos que são importantes para a sua rotina de trabalho. Para garantir a eficiência e alcançar resultados esperados, é preciso contar com mecanismos de avaliação que possam encontrar gargalos e possíveis falhas. Essas formas de controle são chamadas de indicadores de produtividade.

De uma maneira geral, essas ferramentas de controle buscam analisar tudo aquilo que foi produzido pela companhia e a quantidade de recursos necessários para dar conta de todo o trabalho.

Assim, o empresário identifica se há perda de insumos e queda de produtividade, por exemplo, e as causas desses problemas.

Para medir o desempenho do negócio, é preciso determinar parâmetros mínimos de eficiência da linha de produção e de trabalho. Com isso, sempre que a empresa ficar abaixo desse limite, o empresário saberá o que levou à queda de rendimento e o que é preciso ser feito para normalizar a situação.

Os indicadores de produtividade trazem inúmeros benefícios para as empresas. Quer saber quais? Então, não deixe de ler os próximos parágrafos!

A importância dos indicadores de produtividade

Diante de um mercado extremamente competitivo, é necessário buscar elementos que possam fazer com que a sua empresa se diferencie dos seus concorrentes e conquiste os consumidores. A qualidade dos produtos e serviços oferecidos é um dos principais fatores que levam as companhias a se sobressaírem em suas áreas de atuação.

A busca por essa excelência na fabricação de produtos ou na prestação de serviços passa pela avaliação dos processos internos. É a partir deles que a companhia compreenderá se a linha de produção é realmente eficiente e se as equipes vêm atuando com alto nível de produtividade. Ou seja, trata-se de um instrumento que possibilita analisar um conjunto de informações altamente estratégicas.

Dessa forma, as organizações estabelecem objetivos de produção, de crescimento de mercado e desenvolvem mecanismos para verificar o cumprimento deles. Escolhendo corretamente os indicadores de desempenho, o empresário consegue, entre outras coisas:

  • identificar gargalos de produção;

  • identificar variações de produtividade das equipes;

  • determinar aumento ou queda da eficiência de setores;

  • impulsionar os resultados da organização.

Agora que você já sabe quais são os benefícios de contar com bons indicadores de produtividade, que tal conhecer alguns deles que podem ser aplicados na sua empresa? Continue lendo!

Indicadores de produtividade para acompanhar

Avaliar a capacidade produtiva da sua equipe de colaboradores é uma forma de perceber a qualidade dos seus produtos ou serviços. Portanto, essas ferramentas de medição são de importância estratégica para o desenvolvimento do negócio e influenciam diretamente como o mercado perceberá a marca.

Por isso, é importante medir sempre a rotina produtiva e o desempenho dos funcionários para ter uma visão global sobre como anda a sua empresa. Nos próximos parágrafos, vamos explicar alguns dos indicadores que devem ser acompanhados para avaliar o desempenho dos seus colaboradores. Confira!

Horas improdutivas e neutras

Com certeza você já se deparou com a seguinte situação: ao encerrar o dia de trabalho, percebeu que não deu conta de toda a demanda que tinha sob a sua responsabilidade. Isso acaba por influenciar negativamente a produção e gerar atrasos no cumprimento de prazos. Para controlar isso é necessário desenvolver uma boa gestão do tempo.

A tecnologia tem sido uma grande aliada para a produtividade. Diversos processos podem ser automatizados por meio de softwares, o que permite aos seus colaboradores dedicarem mais tempo para outras atividades. Além disso, existem muitos aplicativos que ajudam a tornar a rotina profissional mais produtiva.

Absenteísmo e turnover

Essas são duas métricas que acabam por levar em consideração um aspecto em comum: a satisfação dos funcionários. O absenteísmo é usado para avaliar as ausências no trabalho, justificadas ou não — geradas por faltas, atrasos e saídas antes do fim de expediente. Já o turnover leva em consideração as demissões, voluntárias ou não.

É recomendado que a taxa de absenteísmo e turnover fiquem entre 2,5% e 3% no mês. Em alguns casos é aceitável que essa taxa chegue até 5%. Porém, índices elevados podem ser sinais de sobrecarga de trabalho, dificuldade em reter talentos, mal-estar na equipe, entre outros problemas.

Atenciosidade

Esse índice é excelente para avaliar o desempenho individual dos seus trabalhadores ou a produtividade de um determinado setor. De uma maneira geral, a atenciosidade mede a dedicação dos colaboradores para concluir seu trabalho de acordo com as metas e objetivos estabelecidos pela empresa.

Uma queda nesse índice pode significar que o funcionário tem dificuldade em executar suas funções, seja por não entender os objetivos estabelecidos ou por não conseguir dominar as ferramentas e métodos necessários para aquele trabalho. Assim, é um indício de que há necessidade de investir em treinamentos.

Porém, a queda na atenciosidade pode acontecer por diversos fatores — como mal-estar na empresa ou problemas pessoais. Por isso, quando desenvolver avaliações de desempenho, é interessante pedir o feedback para os trabalhadores, pois, assim, você conseguirá entender melhor as causas.

Dispersões e interrupções

Concentração é um tema delicado. Distrações são normais, até porque ninguém consegue ficar focado em uma tarefa o tempo todo — por isso as pausas são tão necessárias. Porém, quando essas dispersões começam a influenciar negativamente a produção é sinal de que há algo errado.

Para identificar gargalos na rotina de trabalho, é interessante acompanhar constantemente seus índices de dispersões e interrupções. Mas como fazer isso? Avaliando quantas vezes os colaboradores param as suas tarefas para realizar atividades que não são ligadas ao trabalho, como ler notícias diversas ou verificar o Facebook.

Esse indicador pode ser um bom caminho para que você entenda porque a sua equipe está produzindo pouco. Muitas dispersões e interrupções podem ser um sinal de insatisfação ou de sérios problemas de concentração. Portanto, talvez seja o momento de investir em atividades motivacionais.

Acompanhar os indicadores de produtividade é a melhor forma de conhecer os processos da sua empresa. Assim, é possível identificar gargalos de produção, falhas no trabalho e propor mudanças estratégicas para o seu negócio. Portanto, escolha os melhores indicadores, acompanhe e promova mudanças!

Gostou deste artigo sobre os indicadores de produtividade? Então não deixe de assinar a nossa newsletter para receber outros conteúdos relevantes!