Em dezembro de 2017, o Ministério do Trabalho publicou a portaria 1.287, que determinou a proibição da oferta de taxas negativas por parte de empresas que concedem os benefícios de alimentação ou refeição para funcionários no âmbito do PAT, o Programa de Alimentação do Trabalhador.

A mudança deve impactar no bolso das empresas, que agora não terão mais esse tipo de desconto, mas, por outro lado, é possível aproveitar as mudanças na legislação para negociar outras formas de desconto em outros benefícios. Quer saber como aproveitar essa oportunidade? Neste artigo, mostraremos o caminho.

O que é a proibição da oferta de taxas negativas e o que muda com ela?

As taxas negativas, também chamadas de deságios, eram ofertas em que operadoras vendiam mais crédito do que o valor total de um benefício para um funcionário.

Se uma empresa contratante entregava um benefício de R$ 500 de alimentação para um colaborador, por exemplo, chegava a pagar apenas R$ 475 para a operadora, ou seja, 5% de deságio.

Para oferecer essa espécie de subsídio, as empresas de vale alimentação ou vale refeição contavam com os recursos obtidos na outra ponta: as taxas das transações nos estabelecimentos credenciados.

Ou seja, a taxa cobrada pela operadora do cartão nos restaurantes e supermercados em que os usuários dos benefícios fazem suas compras, por ser a principal fonte de renda das operadoras de benefícios, compensava o deságio na hora de fechar um contrato com uma grande empresa.

Mas, a partir do dia 28 de março, essa prática passa a ser considerada ilegal, o que significa que todos os contratos firmados após essa data não poderão incluir as taxas negativas na oferta.

Os contratos já fechados ainda podem continuar com o deságio, mas não poderão ser renovados nas mesmas condições. Em suma: a partir de agora, as empresas que contratam os fornecedores de benefícios terão que pagar o valor integral deles, não sendo possível incluir taxas negativas no pacote contratado.

O que muda com as novas regras?

Em um primeiro momento, pode parecer que as novas regras serão um duro golpe duro no bolso das empresas, que terão que assumir valores mais altos nos gastos com os seus funcionários. E para as operadoras, a forma de competir neste mercado também muda muito.

Se antes a taxa negativa era uma das principais motivações de um empregador ao acertar contrato com uma fornecedora de benefícios, agora será preciso considerar outras vantagens, como a qualidade dos serviços, a rede credenciada, a conveniência do serviço terceirizado e o valor estratégico da parceria com a operadora.

Os benefícios de alimentação e refeição continuam agregando muito valor para as empresas. Pelas regras do PAT, eles podem ser descontados dos valores de impostos pagos, o que significa uma carga tributária menor concernente às obrigações trabalhistas da organização.

E, claro, uma política de  benefícios consistentes atrai e retém talentos, além de incentivar a alimentação correta, a saúde e o bem-estar do time. Portanto, é interessante continuar a oferecê-los.

E para a VR Benefícios, que já se preocupava em oferecer — além da taxa negativa — mais valor a seus clientes, a mudança é muito bem-vinda. O aplicativo completo da VR, por exemplo, simplifica o gerenciamento de benefícios e o controle de saldo do trabalhador, oferecendo comodidade para colaboradores e empresa.

E como a VR se destaca pela qualidade de atendimento e satisfação dos seus consumidores, algo que pode ser atestado em relatos no Reclame Aqui e prêmios em publicações especializadas, essa vantagem competitiva se torna ainda mais relevante na hora de fechar negócios.

Por fim, a VR conta com uma rede credenciada de mais de 320 mil estabelecimentos, o que significa que boa parte dos usuários dos benefícios de alimentação e refeição não precisam nem mesmo mudar seus hábitos de compra quando adotarem o cartão.

Como aproveitar essa mudança de forma positiva?

Para os gestores de RH, será preciso mais cuidado e pesquisa na hora de contratar um fornecedor de benefícios. É importante conferir o que o parceiro oferece de valor estratégico para a empresa que o contrata. É preciso algo a mais do que apenas os benefícios de alimentação e/ou refeição em suas ofertas.

Como não existirá nem mesmo a possibilidade de negociar as taxas negativas, é preciso buscar outras formas de reduzir os custos ou aumentar os benefícios oferecidos aos colaboradores, investindo na retenção de talentos e gerando economia indireta.

Com a VR Benefícios, por exemplo, é possível criar pacotes com produtos de saúde, farmácia, descontos em academias e muito mais. Ao abrir o leque de possibilidades para os colaboradores, o time de RH consegue também aumentar o poder de negociação da empresa sem infligir as novas regras.

As soluções de alimentação e refeição terceirizadas também permitem economia e facilidade na gestão de benefícios dos seus colaboradores, já que os custos de uma operação própria nesse tipo de serviço seriam proibitivos para a empresa, que precisaria investir em tecnologia e equipe para entregar um serviço potencialmente inferior.

Porque a VR pode ser a parceira certa para esse momento?

Talvez a atual fornecedora de benefícios da sua empresa não apresente condições favoráveis diante das novas regras. Sendo assim, cria-se uma excelente oportunidade para garantir os melhores serviços e trocar para VR.

O processo de contratação da VR é extremamente veloz. Em apenas três etapas online, já é possível contar com o serviço. Sua implementação é igualmente veloz e acompanhada de perto por nossa equipe, que garante suporte e assistência para todas as etapas de utilização do serviço.

Com um atendimento mais que reconhecido pelos gestores de RH e um longo caminho percorrido no mercado, a VR é uma opção estratégica, pois oferece os melhores pacotes de benefícios, com todo tipo de vantagem para empresa e colaboradores.

Outra forma de agregar valor com seus funcionários é a plataforma VR Fidelidade, que permite que os usuários acumulem pontos e os utilizem para adquirir produtos — em uma ampla rede de estabelecimentos parceiros — ou até mesmo para pagar boletos. Todas essas possibilidades de produtos e serviços permitem atender necessidades para pessoas com os mais diferentes perfis.

Agora que você já sabe o que muda com a proibição da oferta de taxas negativas e como gerar oportunidades para sua empresa nesse momento, entre em contato com a VR Benefícios e garanta o melhor para seus funcionários!