Independentemente do segmento da empresa, uma das dúvidas mais comuns que surge entre os colaboradores se refere à diferença entre os setores de Recursos Humanos e Departamento Pessoal.

Há quem pense, inclusive, que se trata de uma coisa só. Mas você sabia que as tarefas desempenhadas por cada um desses setores são bem distintas?

Continue a leitura para conhecer cada uma das funções e particularidades desses setores!

O setor de Recursos Humanos

Mais conhecido pela sigla RH, o setor de Recursos Humanos é uma área da empresa mais voltada à gestão de pessoas. Desse modo, o RH fica encarregado de desenvolver e aplicar políticas que possam avaliar o desempenho dos funcionários. Simultaneamente, também cabe ao RH pensar em algumas metodologias que possam potencializar as habilidades dos trabalhadores da empresa.

Vale lembrar que os Recursos Humanos, que compreende todos os colaboradores, são os recursos mais valiosos de qualquer organização, independentemente do porte dela (pequeno, médio ou grande).

Por essa razão, o RH tem o objetivo de extrair o máximo de cada funcionário. Esse processo já se inicia no recrutamento, uma das incumbências do setor de Recursos Humanos.

O Departamento Pessoal

As funções exercidas pelo Departamento Pessoal também estão ligadas ao corpo de funcionários. No entanto, esse setor é responsável pelas tarefas mais burocráticas.

O pagamento dos vencimentos e organização da grade horária de cada repartição da empresa, por exemplo, são atribuições do Departamento Pessoal.

Atribuições ligadas ao setor de Recursos Humanos

Acompanhe os detalhes das principais funções realizadas pelo RH.

Processo de recrutamento e seleção

Ao se preparar para efetuar um processo de recrutamento e seleção, o departamento de Recursos Humanos toma decisões com base em um determinado perfil.

Para traçar esse perfil, é necessário que os setores da empresa que precisem de funcionários indiquem quais são as características e habilidades esperadas dos novos colaboradores.

Basicamente, todo o processo precisa ser avaliado e autorizado pelos diretores da organização. Após receber esse aval, o RH estipula um período — deve compreender uma possível urgência de preenchimento da vaga — para que os candidatos possam enviar currículos.

A análise curricular é apenas a primeira etapa da seleção. As demais podem envolver a realização de entrevistas individuais ou em grupo, além das tradicionais dinâmicas.

Seja como for, é muito comum que supervisores, gerentes ou um dos diretores acompanhem uma ou mais etapas do processo. As entrevistas, por exemplo, podem ser conduzidas por um representante do RH e pelo chefe do setor que estiver em busca de um novo funcionário.

Repare que o RH cuida apenas das fases que se relacionam com a busca do profissional ideal para um cargo específico. Uma vez que o processo seja finalizado, os candidatos selecionados são direcionados ao Departamento Pessoal, pois é lá que ocorrem os processos de admissão e demissão.

Gestão de pessoas

Se nós estamos falando de Recursos Humanos, estamos falando sobre pessoas. As políticas de gestão de pessoas definem qual é o tipo de relação entre a empresa e seus funcionários. O objetivo consiste em criar uma cultura organizacional capaz de deixar os colaboradores bem ambientados. Desse modo, eles estarão prontos para agregar valor aos objetivos da organização.

Uma gestão de pessoas eficaz consegue desenvolver em cada trabalhador aquele sentimento de pertencimento. Isso só acontece quando há a devida valorização dos profissionais, ou seja, das tarefas realizadas por eles. Desde que se sintam importantes, os colaboradores ficam mais à vontade para, de fato, colaborar para o próprio crescimento pessoal e o progresso da empresa.

Desenvolvimento de treinamentos

Como parte determinante do desenvolvimento regular e contínuo dos colaboradores, o RH também fica incumbido de desenvolver treinamentos. As motivações para tanto variam, como a chegada de novos equipamentos e tecnologias.

Em outras situações, os treinamentos podem focar as melhorias das habilidades de negociação — muito úteis para as equipes de vendas, por exemplo. Em uma terceira conjuntura, é possível que os funcionários saibam o que fazer, mas não estejam entregando os resultados esperados.

Em resumo, os treinamentos visam aperfeiçoar a qualidade das tarefas desempenhadas, bem como a coesão entre cada parte da organização. Esses pontos são fundamentais para que a empresa atinja seus objetivos, traçados lá atrás durante a elaboração do planejamento estratégico.

Atribuições ligadas ao setor de Departamento Pessoal

Tão importante quanto o RH, o Departamento Pessoal também possui um vínculo com os colaboradores, mas isso se mostra por meio de um outro viés.

Admissão de funcionários

Após passar por todas aquelas etapas inerentes à seleção, os funcionários são encaminhados ao Departamento Pessoal. É nesse setor que eles receberão as boas-vindas da empresa, geralmente acompanhadas de folders explicativos sobre normas e condutas daquela organização.

Compensação de pessoal

Essa é uma subdivisão do Departamento Pessoal encarregada de monitorar as presenças e faltas de cada colaborador. Logo, sempre que for necessário acrescentar ou subtrair algum valor do salário, a operação será realizada por essa subdivisão. Essas alterações podem ser motivadas por faltas e atrasos, por exemplo. Vale frisar que o pagamento dos benefícios também é efetuado pelo mesmo setor.

Desligamento de funcionários

As etapas do processo de desligamento dos funcionários também é uma atribuição do Departamento Pessoal. Todos os detalhes relacionados à demissão do colaborador e à representação da organização perante as entidades governamentais é uma obrigação dessa subdivisão.

O funcionamento dos setores de Recursos Humanos e Departamento Pessoal em cada tipo de empresa

A existência específica desses dois setores depende do porte da empresa. Em uma organização de pequeno porte, por exemplo, as tarefas do Departamento Pessoal costumam ser efetuadas pelo contador. Em algumas situações, as atribuições são terceirizadas.

Uma situação muito comum é uma espécie de “fusão” entre os setores. Isso é presenciado nas empresas de médio e grande porte. No caso, todas as atribuições levantadas até aqui ficam a cargo de uma equipe de funcionários, sem que haja uma distinção quanto a quem pertence ao RH ou ao Departamento Pessoal. Porém, essa aparente confusão não impede que cada funcionário seja responsável por concretizar atividades predeterminadas.

Como você acaba de conferir, tanto o setor de Recursos Humanos quanto o Departamento Pessoal possuem atribuições bem específicas. As funções correlacionadas a esses setores são vitais para as organizações, pois interferem no bem-estar dos funcionários e na saúde do próprio negócio.

Agora que você já sabe a importância do RH para a sua empresa, aproveite para conhecer 12 sistemas de RH essenciais para o seu negócio! Boa leitura!