O setor de Recursos Humanos é, sem sombra de dúvidas, essencial para o bom funcionamento de qualquer organização.

Entre as funções executadas pelos profissionais da área está a seleção de pessoas — que, quando feita de maneira correta, consegue atrair os talentos mais adequados às vagas da empresa. No entanto, você já parou para pensar sobre o quão relevante é esse processo?

Se a seleção de pessoas não é realizada levando em consideração uma série de fatores estratégicos, pode acabar trazendo para a organização profissionais que não estejam alinhados com a missão, cultura e valores da companhia, além de não serem os mais indicados para exercerem as funções das vagas em questão.

Pensando nisso, reunimos, neste artigo, os principais erros a serem evitados durante esse processo e, em seguida, dicas infalíveis para realizar a melhor seleção de pessoas para a sua empresa. Vamos lá?

Qual é a importância da seleção de pessoas?

Como explicado, a seleção de pessoas é responsável por conectar os melhores talentos às oportunidades da organização. Trata-se de um processo vital para as empresas e, por isso, deve ser feito da melhor forma possível.

Quando não executado de forma adequada, pode acabar gerando prejuízos como:

  • elevação dos índices de turnover: se forem selecionados candidatos inadequados às vagas em questão, as chances de futuras demissões são altas, implicando a realização de um novo processo;

  • comprometimento do employer branding: o employer branding é um conjunto de técnicas que tem como alvo os colaboradores e como objetivo reforçar a imagem positiva da empresa. Realizando processos falhos de seleção, é possível que essa imagem passe a ser de uma organização que não consegue reter talentos;

  • aumento dos custos de pessoal: se a sua empresa apresenta alta rotatividade, consequentemente, tem mais gastos. Isso porque sempre que um colaborador é demitido ou pede as contas é preciso arcar com custos de rescisão e direitos a serem acertados.

Quais erros devem ser evitados?

A falta de critérios adequados durante a seleção de pessoas pode ser altamente desfavorável, podendo causar prejuízos financeiros, perda de tempo e insucesso no preenchimento da vaga.

Entre os principais erros cometidos nesse momento está a falta de clareza na descrição da vaga. Isso porque a imprecisão pode acabar atraindo candidatos que de fato não tenham a ver com o perfil que empresa procura, afastando aqueles que seriam ideais para exercerem tais funções.

Não ter um processo de recrutamento executado de forma apropriada também é um erro grave nesse momento. É preciso estar com tudo definido antes da divulgação da vaga, como prazos, recursos, estrutura, dinâmicas e entrevista — uma vez que avaliar candidatos é uma tarefa com certo nível de complexidade.

Sendo assim, é fundamental saber exatamente o que perguntar, baseando-se nas necessidades da empresa e atribuições da vaga em questão. Nesse ponto, não estudar com antecedência o perfil do candidato é outro grave erro.

Por fim, não se preocupar em dar o feedback aos candidatos no fim da entrevista, ao contrário do que se possa imaginar, é um erro bastante grave em um processo de seleção de pessoas. Além de deixar os candidatos desmotivados, isso prejudica a imagem da empresa e acaba afastando talentos que poderiam ser úteis à organização.

Como realizar um bom processo de seleção de pessoas?

Agora que você já entende o que não deve ser feito na seleção de pessoas, chegou a hora de conferir as melhores dicas para realizar um processo de sucesso. São elas:

Estabeleça o perfil do colaborador ideal

Esse certamente deve ser o primeiro passo para uma seleção de sucesso. É fundamental definir bem o perfil do colaborador que você deseja atrair. Isso porque, sabendo que tipo de pessoa você quer contratar, torna-se mais fácil direcionar a sua busca.

Dessa forma, responda primeiramente a algumas perguntas, como:

  • Quais funções devem ser exercidas na vaga em questão?

  • Que características, competências e habilidades o profissional deve ter para realizar esse trabalho?

Faça um bom planejamento

Como já mencionamos, a seleção de pessoas exige que um planejamento seja realizado antes da divulgação da vaga.

Definir de antemão todas as fases do processo é crucial, portanto, é preciso ter no papel informações como a quantidade de etapas, os profissionais responsáveis por cada uma delas, os testes a serem enfrentados pelos candidatos, entre outras questões.

Isso não só tornará a seleção de pessoas mais objetiva, como contribuirá positivamente para a imagem da empresa, que será vista como séria e organizada pelos candidatos atraídos.

Saiba descrever bem a vaga

É comum nos depararmos com descrições de cargos que, na verdade, em nada condizem com a realidade da vaga. Omitir tarefas para não assustar os candidatos e inserir informações generalizadas são erros graves e que, definitivamente, resultam em consequências negativas.

Você deve, então, saber fazer um bom job description, detalhando de forma clara e realista todas as informações adicionadas. Fale abertamente sobre as funções do cargo, benefícios e outros aspectos.

Só assim será possível atrair os talentos que de fato sejam adequados, evitando que o candidato contratado acabe abandonando o cargo ao encontrar uma realidade totalmente diferente da apresentada em seu primeiro contato com a vaga.

Com uma boa descrição da vaga, os próprios candidatos, sabendo o que é esperado deles, podem analisar se têm condições e interesse em participar do processo seletivo.

Fique de olho nas redes sociais

Não é novidade alguma que as redes sociais (como LinkedIn, Facebook e Twitter) do candidato são analisadas pelos recrutadores nos processo de seleção de pessoas. Trata-se de uma prática que, quando feita de forma criteriosa, costuma ajudar bastante a trazer as pessoas certas para a sua empresa.

Contudo, é preciso ter cuidado e não utilizar as redes sociais como única métrica para aceitar ou eliminar um candidato do processo. Elas devem ser usadas apenas para reforçar as informações já obtidas.

Como você pôde perceber, a seleção de pessoas é um processo que deve ser feito de forma estratégica, atraindo para a empresa os talentos adequados e mais alinhados às oportunidades da empresa. Isso trará consequências positivas tanto para a organização quanto para o candidato.

Gostou do conteúdo? Acha que ele pode ajudar mais profissionais a realizarem processos de seleção acertados? Então, não deixe de compartilhar este post agora mesmo nas redes sociais!