Grande parte do sucesso de um negócio depende da eficácia dos processos de recrutamento e seleção. Isso porque uma organização só se mantém no mercado, pois nela existem funcionários dispostos a desenvolverem suas funções com excelência e, assim, colaborar com o crescimento da companhia. Contudo, sabemos que trazer os melhores talentos para a empresa não é uma tarefa tão simples e, por isso, é necessária uma boa triagem de currículo.

É nesta etapa que os times de Recursos Humanos conseguem separar aqueles profissionais mais preparados e que mais se adéquam aos objetivos da empresa daqueles que não apresentam o perfil desejado. Se você quer saber mais sobre o assunto e entender como escolher os melhores candidatos para a sua empresa, continue conosco na leitura do conteúdo!

Importância dos processos de recrutamento e seleção

A qualidade no recrutamento e na seleção de candidatos é crucial tanto para o funcionamento do negócio, quanto para evitar que seu orçamento seja comprometido. Pense: quando se contrata um profissional com as qualificações desejadas e alinhado aos objetivos e missões organizacionais, as chances de que ele continue na empresa são altas.

Com isso, evitam-se processos de desligamentos contínuos que, é claro, acarretam gastos. Tudo isso sem falar nos custos com o treinamento dos novos colaboradores que entrarão no lugar dos que saíram. Sendo assim, vale muito mais apostar em atrair os talentos corretos, que se enquadram na cultura da empresa e estão aptos a fazer entregas de qualidade.

Como funciona a triagem de currículo

Bom, surgiu a necessidade de contratação de um funcionário para determinada vaga e a sua empresa já divulgou a oportunidade nas plataformas escolhidas. Nesse momento, a caixa de entrada do responsável pelos processos de recrutamento e seleção já começa a receber mensagens de possíveis candidatos.

A triagem de currículo é fundamental para, dentre tantos candidatos, chegar naqueles que a empresa procura. Trata-se de uma etapa de filtragem que envolve vários critérios específicos — afinal, é inviável que um profissional perca horas de seu trabalho para ler currículos que nem ao menos se enquadram nos requisitos da vaga, não concorda?

Por isso, de antemão, a empresa já deve deixar claro na descrição da vaga qual perfil de colaborador procura para compor seu quadro de funcionários. Aqui, além de competências técnicas, estamos falando de outros aspectos que mencionaremos logo a seguir.

O que deve ser analisado nesse momento

A importância de um bom currículo é indiscutível, afinal, trata-se de um documento determinante, que pode significar a porta de entrada de um talento para a empresa. Por isso, são observados durante a triagem os aspectos a seguir.

Apresentação

A estrutura e formatação de um currículo deve ser bem-feita, apresentando os principais dados pessoais e de contato do candidato, seguidos, preferencialmente, de seu objetivo profissional. Aqui, o ideal é começar escolhendo os currículos mais enxutos.

Escolaridade

Este campo corresponde ao grau acadêmico do colaborador. Se a vaga requer especificamente um profissional pós-graduado (ou seja, esse é um fator eliminatório), os currículos daqueles que não contam com tal formação já não passam para as próximas etapas.

Experiências profissionais

É aqui que o candidato lista suas experiências em outros trabalhos, ou seja, o cargo exercido e suas principais conquistas na função. Um ponto que merece atenção dos recrutadores nesta parte é observar se os empregos anteriores do interessado estão de acordo com sua escolaridade. Essa informação costuma demonstrar se ele pretende seguir carreira na profissão.

Qualificações

Certificados que têm relevância para a vaga, — por exemplo, de proficiência em outro idioma, participação em eventos ou pesquisas etc —, certamente são pontos importantes na triagem de currículo.

Habilidades e competências técnicas

Esta parte do currículo é de grande valor, pois, a partir do que foi listado, é possível compreender mais a fundo se o candidato está alinhado tanto aos requisitos da atividade que exercerá, quanto ao perfil da empresa.

Como otimizar a triagem de currículo

A triagem de currículo não pode ser demorada. Isso é ruim para a empresa, que precisa completar seu quadro de colaboradores e manter os índices de produtividade satisfatórios, e para os candidatos, que ficam à espera de um parecer da organização para saberem se foram ou não selecionados.

Por isso, o ideal é contar com ferramentas ou metodologias que otimizem toda a etapa. Abaixo, reunimos algumas dicas para ajudar você a conduzir a triagem de currículo.

Comece pelos critérios excludentes

Como o próprio nome já indica, a triagem de currículos filtra o número de candidatos até chegar naqueles mais alinhados, tornando o nível de exigência cada vez maior até chegar na pessoa certa para a vaga. Sendo assim, o ideal é começar pelos critérios eliminatórios.

Como a empresa anteriormente, na descrição da vaga, já definiu o que espera do candidato, observe nos currículos todos aqueles aspectos que configuram como “requisitos básicos”. Como já citamos em exemplo, caso uma pós-graduação seja uma exigência, aqueles documentos que não apresentam tal escolaridade devem ser descartados nesta etapa. O mesmo vale para outros critérios.

Trata-se de uma forma de retirar logo no início do processo aqueles que não se encaixam na oportunidade oferecida, focando nos candidatos que realmente têm chances de ocupar o cargo em questão. O melhor de tudo é que é possível automatizar esse processo, poupando ainda mais o tempo dos times de RH.

Conte com a ajuda da tecnologia

Acima, mostramos que é possível otimizar a triagem de currículo com a automatização do processo. Isso pode ser facilmente realizado por meio de softwares especializados. Além de funcionalidades que contribuem com os processos de recrutamento e seleção logo no início, — como integração com sites de vagas e LinkedIn, centralização de CVs, entre outras —, esses programas permitem a aplicação de filtros de acordo com os critérios da empresa.

Ou seja, o tempo que seria gasto manualmente pelos profissionais responsáveis para fazer toda a triagem pode ser poupado, já que o software afunila o número de candidatos de acordo com os requisitos da vaga.

Como você pode perceber, quando a triagem de currículo é feita de maneira otimizada e adequada, acertar nas contratações e montar um time de alta performance é uma consequência natural. O melhor de tudo é que justamente essa etapa contribui posteriormente para outro aspecto muito importante para qualquer negócio: a retenção de talentos. Interessante, não?

Se você gostou das dicas do conteúdo, faça com que mais pessoas aprendam a otimizar a triagem de currículo compartilhando este artigo em suas redes sociais!