De fato, a inovação na administração de empresas é uma estratégia primordial para quem deseja se manter competitivo no mercado. Ao utilizar, por exemplo, aplicativos capazes de otimizar a coleta de dados e ampliar a produtividade, ganha-se em tempo e em qualidade.

É indispensável aos gestores da atualidade ter conhecimento dessas ferramentas de inovação e aplicá-las na rotina organizacional. Dessa forma, os erros são minimizados e as tarefas se tornam mais dinâmicas.

Nesse sentido, é interessante observar corporações que fizeram o mesmo, e o quanto elas cresceram com isso. Podemos citar o exemplo do Uber, que chegou para revolucionar com um aplicativo de uso simples.

Além de gerar novos empregos, ele oferece corridas mais acessíveis e possíveis de serem solicitadas com apenas um click.

Outra entidade que cresceu bastante foi a Netflix, que oferece um catálogo extenso de séries, filmes e documentários por um preço muito baixo, possibilitando aos usuários o acesso aos seus conteúdos favoritos na própria tela do celular. Sem a necessidade, por exemplo, de assinar a mensalidade de um canal de TV.

Bom, diante da relevância desse tema, apresentaremos aqui motivos pelos quais o uso da inovação pode auxiliar na administração da sua empresa, e por que você não deve esperar para adotar essa estratégia. Ficou curioso? Então siga a leitura do post e confira!

Por que inovar é importante?

A importância da inovação na administração de empresas tem sua explicação no fato de que, quanto mais inova, mais a organização é capaz de conquistar amplos horizontes.

Em outras palavras, novos clientes são atraídos, e os riscos de os produtos e serviços se tornarem obsoletos diminuem consideravelmente. Além disso, por ter uma visão mais ampla, com a inovação o negócio consegue novas parcerias e oportunidades externas, buscando sempre atender às demandas externas.

É imprescindível estar atento ao mercado para inovar com assertividade e tornar sua marca reconhecida. E um exemplo clássico disso é a Coca-Cola.

Mesmo oferecendo um produto com poucas chances de mudança, está sempre inovando nas estratégias de marketing, criando embalagens criativas que geram interação entre as pessoas. Isso é ter visão de mercado, ser capaz de interagir com os clientes e fazer com que seu nome esteja sempre na mente deles.

Outra corporação que vem se destacando por essa qualidade é a fabricante de automóveis Tesla, que une inovação com sustentabilidade. Ela foi capaz de ultrapassar marcas extremamente consolidadas nos Estados Unidos e veio para dar um novo nome à maneira de produzir veículos automotores. 

Qual é a vantagem obtida pelas corporações que inovam em relação às demais?

É de conhecimento geral que as corporações com uma capacidade de inovação maior são as que mais se destacam no mercado. Isso se explica pelo fato de que, quanto mais novidades, mais domínio de mercado a empresa tem.

Ou seja, se você é capaz de ter uma visão sistêmica das demandas apresentadas pelo ambiente interno e externo, e é capaz de atuar de forma dinâmica para sanar essa necessidade, provavelmente o seu produto ou serviço será o único com tal característica.

E mesmo que não seja o único, ser o pioneiro de uma ideia de agrado geral é extremamente favorável ao negócio, e gera confiabilidade. Assim, as entidades concorrentes terão dificuldade em acompanhar tantas mudanças, e acabarão ficando pra trás.

Nesse sentido, podemos apresentar a Google como uma empresa que é referência por suas características inovadoras.

Já sabemos que essa corporação se destaca por ser uma das plataformas de busca mais completas e acessadas, tanto que muitos usam a expressão “enciclopédia virtual” para se referir à Google. Todavia, além disso ela tem uma das melhores estratégias de endomarketing, e seus colaboradores têm incontáveis benefícios e grande autonomia.

Ao mesmo tempo em que as cobranças são grandes para a manutenção da qualidade, as bonificações são proporcionais, o que torna a equipe engajada e satisfeita.

Inovar é só para empresas grandes?

Pequenas e médias empresas acabam pecando em inovação por terem o pensamento de que apenas grandes corporações podem inovar. Mas isso é um mito.

Tomar ações inovadoras não é algo tão custoso à organização se as estratégias forem planejadas de forma disciplinada. Na verdade, pequenas criações podem ser incorporadas gradativamente até que se tornem uma marca registrada e conquistem credibilidade e possibilidades mais amplas.

Para isso, é importante que as corporações não se deixem estagnar na zona de conforto. Essa ideia de que se é pequeno demais para arriscar, ou de que o produto fornecido é muito básico para se destacar é enganoso, e prejudicial a longo prazo.

Como o mercado lida com a inovação?

Nos tempos atuais, podemos observar que vivemos em um mercado cada vez mais exigente e dinâmico. Em outras palavras, a estagnação não tem vez na contemporaneidade. Por isso, é fundamental que os gestores estejam atentos às necessidades apresentadas e estejam dispostos a trabalhar em prol de atender a essas demandas.

É interessante realizar uma pesquisa mercadológica, observar quais são as inovações que estão fazendo sucesso e que podem ser incorporadas à empresa.

Existem, por exemplo, diversos softwares e aplicativos que otimizam as rotinas administrativas, sendo capazes de minimizar os trabalhos manuais e realizam tarefas que, antes, levariam um tempo imenso. Tais como:

  • plataformas de recrutamento, que separam os currículos de acordo com a vaga ofertada;
  • softwares para elaboração de folhas de pagamento;
  • para a checagem de ponto;
  • para o arquivo de documentos de forma virtual;
  • entre diversas outros que facilitam o dia a dia corporativo.

Justamente por isso, estar atento ao que o mercado pede — e ao que ele oferece — é de extrema importância para criar inovações assertivas, que, de fato, serão valorizadas.

Enfim, como vimos, a inovação na administração de empresas pode ser adotada por qualquer seguimento corporativo.

E ela é interessante pois, além de auxiliar na rotina diária, como na elaboração de folhas de pagamento e no controle de ponto, também ajuda na manutenção da produtividade e da competitividade do negócio. Criando, assim, uma relação de confiança e fidelidade com o público externo e contribuindo para o engajamento do público interno.

E aí? Gostou do nosso artigo? Então, que tal dividir esse conhecimento com seus amigos? Compartilhe o post em suas redes sociais!