PRA SUA EMPRESA        ESTABELECIMENTO        PRA VOCÊ        VENDA VR        SITE VR        CONTRATE

cultura de feedback
cultura de feedback
fade

Cultura de feedback: como desenvolvê-la dentro da sua empresa?

A cultura de feedback surgiu como um mecanismo estratégico para alinhar e motivar os colaboradores durante a execução de tarefas. Bastante popular entre as organizações, a ferramenta é uma ótima opção para quem busca por bons resultados.

Quer saber como ela funciona, quais são os principais benefícios e como implantá-la de maneira simples na sua empresa? Vem com a gente e confira todos os detalhes!

O que é a cultura de feedback?

Você sabia que a palavra “back” de “feedback” significa “de volta”, enquanto “feed” quer dizer “alimentar”? De origem inglesa, a palavra representa o ato de realimentar ou dar resposta a um determinado pedido/acontecimento. Dessa forma, em uma instituição, o feedback nada mais é do que um retorno sobre uma tarefa já realizada, sendo positivo ou negativo.

A cultura de feedback nas organizações é a prática de priorizar o diálogo, um hábito de conversar sobre o desempenho do colaborador, tanto em relação às entregas quanto ao comportamento, independentemente de ser bom ou ruim. Com isso, é possível criar um ambiente saudável, onde os profissionais também falam sobre as relações de trabalho e se sintam motivados a crescer.

Quais são os benefícios?

A cultura de feedback organizacional proporciona inúmeros benefícios às instituições. Justamente por dar voz aos funcionários, ela cria um sentimento de reconhecimento e apreciação, o que aumenta a proatividade. Além disso, ao terem uma resposta frequente sobre as ações, os funcionários desenvolvem uma mentalidade de crescimento e pertencimento à instituição.

Com uma cultura de feedback, também é possível otimizar tempo, optando por reuniões avaliativas curtas e frequentes. Fora isso, o mecanismo garante melhor qualidade de vida aos colaboradores, já que os leva a enxergar onde estão as falhas para melhorar, sem um peso de culpa.

Os feedbacks frequentes ainda podem auxiliar a identificar padrões de comportamento. Isso contribui para o desenvolvimento de ações efetivas, que ajudem e engajem os colaboradores.

cultura de feedback

Como implementar uma cultura de feedback?

Diferente do que parece, desenvolver uma cultura de feedback vai muito além de organizar uma série de conversas. Para que ela funcione de forma eficiente, é importante preparar o terreno, treinar líderes e instruir os colaboradores sobre como tirar proveito das avaliações. Antes de colocá-la em prática, é necessário seguir alguns passos.

1. Saber escutar

Para os colaboradores participarem ativamente do processo, é importante garantir que eles estão sendo ouvidos. Assim, o primeiro passo é mostrar que a empresa realmente segue uma cultura de feedback, na qual os gestores estão dispostos a ouvi-los e recebê-los.

Com isso, os colaboradores se sentem mais à vontade durante a ação, transformando-a em um momento de conversa, no qual ambos buscam alcançar o mesmo objetivo: o crescimento e o desenvolvimento profissional.

Explicar o motivo de implantar a cultura de feedback também é uma boa maneira de mostrar que a organização está à disposição para opiniões. Além disso, informá-los sobre os motivos que levaram aos feedbacks é um bom caminho para estreitar as relações.

2. Criar um ambiente seguro

Uma cultura de feedback só vai para frente quando os envolvidos se sentem seguros. Por isso, é importante criar um ambiente próprio. Nesse caminho, a dica é conhecer bem o perfil profissional da instituição, assim como as necessidades, as ambições e as dificuldades individuais. Dessa forma, será possível oferecer as orientações necessárias para cada caso.

Outra sugestão é preparar o colaborador para lidar com possíveis críticas e respostas negativas, instruindo-o de que o gestor está tentando ajudar no desenvolvimento. Isso o deixará confortável para dar feedbacks aos líderes também, algo importante nessa cultura.

3. Normalizar os feedbacks

Normalizar os tipos de feedback também é essencial ao implementar essa cultura. Muitas pessoas possuem uma imagem negativa de feedbacks, como algo que sempre leva a demissões, o que pode ser ressignificado ao torná-lo um hábito.

Para isso, não é necessário fazer um megaevento. Basta direcionar o gestor para observar o desempenho do funcionário e chamá-lo para conversar sempre que for possível.

4. Ter propósitos

Os feedbacks existem para a gestão apontar acertos, indicar erros e alinhar as metas. Em uma cultura de feedback, é fundamental ter um propósito ao dar esse retorno.

Por exemplo, se a questão central é indicar uma falha, o propósito do feedback é apontar onde o colaborador deve melhorar, sem culpa ou agressividade. Vale lembrar que o feedback deve se basear em fatos ou materiais, como o guia de cultura da empresa ou o job description.

5. Definir um momento para as avaliações

Ao definir dar um feedback, os líderes devem saber identificar o momento certo para fazê-lo, assim como a plataforma utilizada durante o processo. Assim, é possível evitar que a conversa não flua completamente e possa englobar todos os pontos necessários.

Uma ótima alternativa é implantar uma reunião semanal one-on-one, na qual o gestor pode abordar temas importantes e dar o feedback dos últimos acontecimentos. Também é possível incentivar um espaço aberto para conversas, onde os colaboradores podem procurar pelo líder para discutir o desempenho.

6. Fazer elogios e reconhecer os colaboradores

Reconhecer os colaboradores também é uma parte vital da cultura de feedback. Afinal, quando algo vai bem, elogios nunca são demais. Além disso, essa atitude deixará visível a importância desses retornos e da própria cultura.

Para reconhecê-los, também é possível elaborar uma política de benefícios, com opções adicionais para quem se destacar nos feedbacks. Aqui, na VR Benefícios, além dos famosos produtos PAT, como VR Refeição, VR Alimentação e VR + VA, você encontra benefícios opcionais incríveis, como o cartão Boas Festas, o Vale Auto, Vale Cultura e muito mais.

Então, se a ideia é engajar funcionários, não deixe de conferir as opções disponíveis e fazer parte do time da VR! Se quiser ler mais conteúdos como esse para garantir dicas, é só acompanhar o nosso blog!

Receba o conteúdo em primeira mão: