PRA SUA EMPRESA        ESTABELECIMENTO        PRA VOCÊ        VENDA VR        SITE VR        CONTRATE

VR_Blog_Dark_Kitchen_basica
VR_Blog_Dark_Kitchen_basica
fade

“Dark kitchen”: o que é e como funciona o conceito?

Quem está por dentro do universo da gastronomia já deve ter ouvido falar sobre o termo “dark kitchen”. Em uma tradução literal, ele significa “cozinha escura”, mas também pode ser chamada “cozinha fantasma”. A popularização desse conceito se deu com a pandemia e com a alta no movimento do delivery.

Você deve estar se perguntando: o que é “dark kitchen”? Ela é uma cozinha com a finalidade específica de atender aos pedidos de delivery de um restaurante. Antes mesmo do isolamento social, alguns estabelecimentos já estavam testando isso para aumentar a área de atendimento de suas operações.

O surgimento da “dark kitchen”

É muito comum que os restaurantes com o sistema de delivery limitem a área de entrega em 5 a 10 km de distância, tanto por questões da qualidade da comida entregue quanto pela logística dos entregadores. Para atender às regiões fora desse raio, as grandes redes surgiram com cozinhas industriais espalhadas pela cidade.

As cozinhas industriais, as “dark kitchens”, não possuem a necessidade de uma operação em salão. Isso reduz o investimento inicial e propõe um modelo de negócio mais enxuto, com uma folha salarial mais baixa do que um restaurante convencional, além de apostar em parcerias com os aplicativos de entrega.

Quais são as vantagens?

dark kitchen

Para se ter uma ideia do impacto positivo da “dark kitchen”, alguns empresários do setor de alimentação fecharam as suas operações presenciais e passaram a atender somente por meio do delivery, com a produção feita nas “cozinhas fantasmas” espalhadas pela cidade. Confira algumas das vantagens dessa escolha:

  • menor investimento para a abertura da operação;
  • menor custo fixo (aluguel mais barato e menos custo de equipe);
  • facilidade de expansão;
  • possibilidade de dividir os custos com outros restaurantes.

Além da possibilidade de divisão dos custos, o valor estimado de quanto custa uma “dark kitchen” é de R$ 5 mil a R$ 15 mil reais. A faixa baixa de preço se deve à inexistência de gastos que os restaurantes presenciais possuem: com garçons, mesas etc.

“Co-kitchen”

Outra vantagem do conceito de “dark kitchen” são as “co-kitchens”. Elas são um modelo ainda mais econômico. Com a restrição da circulação nas ruas devido à pandemia, os estabelecimentos começaram a dividir as operações em uma única cozinha.

Essa divisão reduz ainda mais os custos com o aluguel e as despesas administrativas fixas do local. Assim, de uma mesma unidade, podem sair pratos de diferentes estabelecimentos. Um restaurante de comida japonesa, por exemplo, pode dividir a estrutura básica com uma pizzaria.

Como montar uma “dark kitchen”?

Para quem já está acostumado a montar restaurantes, aprender a como montar uma “dark kitchen” é uma tarefa simples. O custo varia de acordo com as obras e com os equipamentos necessários para a operação, porém, de uma forma geral, basta retirar a parte do salão do projeto e adaptar 100% as necessidades do delivery.

A preocupação deve ser fazer um projeto de cozinha funcional e totalmente voltado ao delivery, tendo um espaço reservado para os entregadores estacionarem as suas motos, além de uma área ampla para a retirada dos pedidos. É importante escolher regiões onde a concorrência seja menor dentro do seu segmento.

Deve-se ter em mente que os gastos vão além do aluguel do espaço. Os equipamentos de boa qualidade são essenciais para manter o bom funcionamento da “dark kitchen”. Segue, abaixo, uma lista com os equipamentos que não podem faltar na sua cozinha:

  • geladeira;
  • freezer;
  • forno elétrico;
  • fogão industrial;
  • panelas;
  • armários;
  • utensílios de cozinha.

Divulgação

O sucesso da “dark kitchen” dependerá não só da qualidade do serviço, como também da divulgação. Afinal, como haverá clientela se ela não sabe da existência do restaurante? Por isso, o marketing nas redes sociais é essencial e merece uma atenção especial.

Um dos problemas da “dark kitchen” é a falta de divulgação. É hora de se atualizar em relação ao mundo atual e de investir em um bom marketing de social media. O Instagram é um excelente conversor de vendas, ainda mais se o perfil estiver com uma boa identidade visual e comunicação. Confira, aqui, dicas de como usar a rede social.

Confira tudo sobre o mercado de trabalho no blog da VR Benefícios!

Gostou de conhecer mais sobre como funciona a “dark kitchen”? O blog da VR Benefícios contém outras informações que você não pode deixar de saber sobre alimentação e sobre mercado de trabalho. Há desde dicas de processo seletivo até como administrar o seu negócio da melhor forma.

A VRB também oferece os melhores benefícios para os trabalhadores da sua empresa. Quando falamos de alimentação, nada melhor do que garantir o vale-refeição e o vale-alimentação aos colaboradores, não é? Saiba mais sobre como eles funcionam visitando o nosso site.

Receba o conteúdo em primeira mão: