O setor de Recursos Humanos deve ser considerado o coração de uma empresa, a área que cuida da qualidade de vida do trabalhador e também garante que os objetivos do gestor sejam alcançados.

Mas como calcular os resultados do setor de RH? Umas das métricas mais importantes para isso é o índice de turnover da empresa.

Ele permite medir o quanto os funcionários estão envolvidos, comprometidos e alinhados com a organização. Dependendo do seu tipo de negócio, um alto percentual de turnover pode indicar que há problemas nos processos, no relacionamento entre as pessoas ou na forma como a sua empresa está sendo enxergada pelo mercado.

Você sabe exatamente o que é o índice de turnover, como calculá-lo, quais as consequências para o seu negócio e como melhorar os números na sua empresa? Neste artigo, vamos detalhar esse tema e ajudá-lo a manter a taxa em um patamar aceitável.

O que é o índice de turnover?

Essa palavra de origem inglesa remete a conceitos como mudança, renovação ou reversão. Mas nos negócios, o conceito é usado para indicar o índice de rotatividade dos empregados de uma organização, suas entradas e saídas, seja por demissões, trocas de emprego, motivos de saúde, entre outros.

Para o RH, ele é importante para garantir que a capacidade de manter seus empregados seja sempre atualizada, de acordo com as exigências do mercado. O turnover deve, então, ajudar a balizar as ações de Recursos Humanos de uma empresa, e pode indicar:

  • qualidade dos processos seletivos;

  • capacidade de retenção de talentos;

  • qualidade dos processos de admissão de funcionários.

Como calcular esse índice em sua empresa?

O cálculo do índice de turnover de uma organização é simples. Veja a fórmula básica para chegar ao percentual:

  • número de demissões no mês + número de admissões no mês / número total de funcionários.

Para obter o percentual, multiplique o resultado por 100 e você terá o seu índice de turnover.

Quais as causas do alto índice de turnover em uma empresa?

É normal que haja certa rotatividade de empregados em uma empresa, principalmente se é o gestor que está fazendo novas contratações em busca de melhorias nos processos. Mas, muitas vezes, o índice alto de turnover pode indicar alguns problemas na retenção de profissionais. Conheça alguns deles:

  • baixa remuneração;

  • condições ruins de trabalho;

  • falta de incentivo ao treinamento e à capacitação;

  • falta de liderança, planejamento e controle de processos de produção;

  • problemas de relacionamento entre os funcionários e líderes;

  • oferta e demanda de oportunidades de trabalho no mercado;

  • pouca valorização profissional.

Quais as consequências para a sua empresa?

Um índice considerado alto de turnover pode ser todo aquele acima de 5%. Essa rotatividade grande pode trazer consequências ruins para o negócio. Entre elas, estão:

  • aumento de gastos com rescisões de contrato;

  • alto custo com processos seletivos;

  • mais investimento em treinamento de pessoal novo;

  • perda de capital intelectual — com a saída de bons profissionais, a empresa perde sua experiência e seus conhecimentos;

  • queda nas vendas e declínio do networking;

  • instabilidade do clima organizacional;

  • perda de profissionais para a concorrência.

O que fazer para reduzir o índice de turnover em sua organização?

Quando o setor de Recursos Humanos de uma empresa identifica que o índice de turnover está crescendo, deve fazer uma análise de seus processos para reverter a situação. Veja quais são as ações mais recomendadas para que seu negócio volte a ser atraente para os profissionais, retendo talentos e garantindo o crescimento da sua organização.

Investir em bons processos seletivos

O primeiro passo para garantir que o índice de turnover se mantenha abaixo dos 5% é fazer com que seus processos de seleção sejam mais eficientes. Para isso, eles devem buscar profissionais alinhados com a cultura e os valores da empresa, além de terem os conhecimentos e habilidades exigidos pelas vagas. Assim, você evita ter de demitir o empregado no futuro ou, pior, evita que ele peça para sair.

Desenvolver um plano de carreira

Planejar de forma equilibrada um plano de cargos, carreiras e salários ajuda a manter o equilíbrio entre o que é interessante para a empresa e as possibilidades de crescimento e oportunidades dos funcionários.

Como passam a enxergar com transparência as chances de se desenvolver, os empregados sentem-se mais motivados a ficar na organização e oferecer o melhor que têm. O plano de carreira também é uma forma de valorizar os funcionários, incentivá-los a conquistar melhores resultados. Ou seja, é bom para todos os lados.

Investir em programas de treinamento

Capacitação técnica e de comportamento é mais do que necessário em qualquer empresa para garantir não somente que seus empregados sintam-se valorizados e motivados, mas para melhorar os índices de produtividade e, por consequência, a sua rentabilidade.

Criar uma cultura de feedback

Essa ação está diretamente relacionada a ter em seu quadro bons líderes, capazes de engajar a equipe e buscar o seu aprimoramento. Dar o feedback aos funcionários, apontando seus pontos positivos e negativos, contribui para que eles se desenvolvam e melhorem os processos de trabalho.

Oferecer benefícios aos empregados

Bons salários são atraentes, mas em um mercado cada vez mais competitivo, não são suficientes para manter um bom profissional em sua empresa. É preciso que haja benefícios, como vale refeição ou alimentação, parcerias com instituições que promovam a saúde do trabalhador, flexibilização de horários, entre outros.

Favorecer a qualidade de vida do profissional, oferecendo a ele demais benefícios, como o vale cultura, por exemplo, fortalece a sua relação com ele, ajudando a diminuir os índices de turnover de forma espontânea.

Fazer pesquisas e melhorar o clima organizacional

Buscar avaliações e informações da empresa entre os funcionários vai ajudar o setor de Recursos Humanos a manter sempre elevado o clima organizacional. Além disso, é preciso que haja avaliações de desempenho da equipe, usando critérios transparentes, para que haja a promoção do conhecimento e o aperfeiçoamento dos processos de trabalho.

As pesquisas de clima e avaliações de desempenho também podem ser responsáveis por melhorar a comunicação entre os líderes e os empregados.

Oferecer qualidade de vida no trabalho

Para manter os talentos trabalhando na sua empresa, é preciso, também, oferecer a eles qualidade nos equipamentos e boas condições de saúde e segurança. O empregado precisa sentir que o seu bem-estar é importante para a organização e que seu local de trabalho oferece algum conforto e boas condições para que ele possa desempenhar suas funções.

Como vimos, calcular o índice de turnover é fundamental para que você saiba se as políticas de Recursos Humanos da sua empresa são eficientes e para que a organização seja vista como referência no mercado, também entre os profissionais do seu segmento. Dessa forma, você poderá garantir que os melhores talentos estarão a seu lado e não na concorrência.

Entre em contato conosco, para saber mais sobre como manter seus colaboradores satisfeitos e diminuir a rotatividade na sua empresa!