PRA SUA EMPRESA        ESTABELECIMENTO        PRA VOCÊ        VENDA VR        SITE VR        CONTRATE

sala de teatro vazia representando o vale-cultura
sala de teatro vazia representando o vale-cultura
fade

Vale-cultura: o que é e como beneficia sua empresa

Fica cada vez mais evidente a importância de criar um ambiente profissional rico em experiências e conhecimentos. Funcionários motivados pelo lazer e antenados às pautas do cotidiano desempenham papéis com mais energia e sabedoria. Nesse contexto, o vale-cultura fornece grandes benefícios às empresas. 

Porém, ele é ainda fonte de muitas dúvidas, como: o que é? Quem pode usá-lo? Quais lugares o aceitam? Por que a empresa deve aderi-lo? Hoje, vamos responder a essas questões e desmistificar o cartão, explicando as razões dele ser uma excelente opção para o empregador e o funcionário.

Como o vale-cultura funciona

O benefício funciona de maneira muito semelhante ao vale-alimentação e ao vale-refeição. O valor do vale-cultura é R$50, oferecido pela empresa ao funcionário, que pode usufruir de produtos e serviços, relacionados ao lazer e à cultura. 

A cota é mensal, cumulativa e não tem prazo de validade. Apesar da quantia ser fixa, pode haver descontos na folha de pagamento. A empresa pode optar por descontar até 10% na folha de quem recebe até cinco salários mínimos. Para as faixas salariais maiores, o desconto é obrigatório e varia entre 20% e 90%.

Shows, ingressos de cinema, serviços de streaming, livros e outras opções podem ser pagos com o cartão. Além dos benefícios culturais, as empresas que aderirem ao programa têm abatimento de 1% no imposto de renda.

Quem pode aderir ao vale-cultura?

Para usufruir do benefício, o funcionário precisa ter vínculo empregatício com a empresa. Ou seja, somente o trabalhador do regime CLT possui vale-cultura. Para adquiri-lo, a empresa deve se cadastrar junto da Secretaria Especial de Cultura. 

O próximo passo é procurar uma operadora credenciada ao programa. A VR Benefícios oferece a opção de vale-cultura, assim como outros benefícios.

É obrigação da empresa fornecer o Vale-Cultura?

A empresa não é obrigada a oferecer o vale-cultura. Além disso, o cadastro na Secretaria Especial de Cultura é facultativo. Porém, o cartão oferece inúmeros benefícios para a companhia. 

Primeiro, há a isenção de impostos sobre os rendimentos de pessoas físicas, como já mencionamos. O vale-cultura também não possui base de contribuição da previdência ou do FGTS, fazendo parte do salário de contribuição.

Ele também agrega muito à cultura empresarial. No oferecimento de vagas e na renegociação salarial, o cartão é um importante instrumento para atrair contribuidores. O item ainda colabora com os benefícios comportamentais, já que gera um ambiente de trabalho mais motivado e ligado às pautas culturais.

imagem de plateia de um show representando o vale-cultura

Como a empresa adere ao vale-cultura?

Viu como o cartão cultural é importante? Agora, vamos ensinar como se cadastrar para o vale-cultura, isto é, como as empresas aderem ao benefício para oferecê-lo aos funcionários ou se habilitam para recebê-lo em troca de serviços culturais. 

Empresa beneficiária 

Se você deseja habilitar o vale-cultura para os funcionários de sua empresa, deve registrá-la no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ), ter ao menos um contribuidor com vínculo empregatício, mantê-la ativa e regulá-la junto à Receita Federal do Brasil. Com esses requisitos atendidos, os próximos passos são: 

  • entrar no sistema do vale-cultura no site do governo brasileiro para se inscrever no Programa de Cultura do Trabalhador;
  • procurar pelo botão “Credenciamento”, que levará à opção “Cadastrar Beneficiária”;
  • preencher um formulário com os dados da empresa, principalmente os funcionários beneficiados e as faixas salariais; 
  • procurar uma operadora para disponibilizar os vales aos funcionários, após efetuar o cadastro na Secretaria Especial de Cultura.

Aqui, no site da VR Benefícios, você confere as melhores opções para sua empresa. É rápido, simples e seguro. 

Empresa recebedora

Caso sua empresa ofereça bens e serviços culturais, pode ser apta para receber pagamentos via cartão-cultura. Com o crescimento do benefício no Brasil, seu negócio pode oferecer mais de uma opção de pagamento ao consumidor e diversificar a renda.

Para isso, também é preciso ter CNPJ registrado e regularizado com a Receita Federal. Confira se a sua empresa se enquadra em alguma das categorias do programa, segundo os códigos de CNAE.

Se ela se encaixa, entre em contato com uma operadora para habilitar o benefício. Nós, da VR, ajudaremos em todos os aspectos para sua empresa ser habilitada a receber o vale-cultura.

Cartão VR Cultura: o melhor para sua empresa!

A VR Benefícios sabe da importância da cultura para seu negócio e oferece as melhores propostas. O vale-cultura da VR segue a excelência em serviço, suporte e baixas taxas de todos os cartões. 

Para habilitar ou credenciá-lo na sua empresa é simples! É só clicar na aba “cultura” de nossos serviços. Com poucos dados, você recebe uma proposta para sua empresa. No mesmo local, há um botão para credenciar e aceitar o VR em seu negócio. 

Está indeciso? Temos uma opção para simular os serviços da VR. Nossa empresa oferece um serviço seguro, fácil de usar e que otimiza seu tempo. Temos um aplicativo exclusivo que apresenta saldo, redes credenciadas, gastos e muito mais à distância de um clique. 

A VR Benefícios é aceita em todo país e está credenciada em mais de 498 mil estabelecimentos. Essa rede está em crescimento e cada vez mais bens culturais entram na lista. O lazer e a arte são imprescindíveis para um bom ambiente de trabalho, e faremos o melhor para sua empresa não ficar de fora. 

Receba o conteúdo em primeira mão: