Independentemente do tamanho ou segmento, todos os negócios apresentam um objetivo em comum: gerar bons resultados. Contudo, engana-se quem pensa que isso é uma conquista que precisa exclusivamente do sucesso do produto ou serviço oferecido. Muito pelo contrário.

Pensar que o seu empreendimento crescerá e fará boas vendas pelo simples fato de que a sua solução é eficiente, inovadora e atende às necessidades do cliente é um equívoco bastante comum. Mas você certamente já conheceu empresas com produtos e serviços de qualidade que não conseguiram atingir os seus objetivos e, inclusive, até mesmo fecharam as portas.

Uma empresa bem-sucedida é e sempre será aquela na qual todos os times de colaboradores unem esforços em nome de bons resultados, exercendo suas atividades com eficiência, motivação e produtividade.

Muitas organizações, não sabendo como otimizar o tempo dos funcionários, acabam não contando com essa vantagem e ficando sempre um passo atrás da concorrência.

É preciso, então, ter em mente que a empresa possui um papel fundamental no que diz respeito ao incentivo e à motivação dos funcionários. Adotando algumas atitudes simples, é possível impulsionar os resultados dos times de trabalho de forma significativa.

Esperar que todos os profissionais por si só vistam a camisa da companhia e passem a dar o seu melhor em níveis produtivos quando não há incentivo algum por parte da organização é algo que dificilmente dará certo. Se isso acontece dentro da sua empresa, definitivamente chegou a hora de repensar essa atitude.

Agora, você provavelmente deve estar se perguntando como otimizar o tempo dos funcionários e fornecer a eles os incentivos necessários para que realizem suas tarefas com a devida motivação, não é verdade? É justamente pensando sobre isso que preparamos este post.

A seguir, abordaremos o conceito de produtividade e os principais fatores que prejudicam os resultados de uma empresa. Em seguida, você entenderá a relação entre a motivação e a produtividade, bem como os seus impactos na satisfação do funcionário com as tarefas e os efeitos nos resultados da empresa como um todo.

Por fim, falaremos sobre os sinais de que a empresa precisa de um plano de ação e listaremos estratégias infalíveis para impulsionar a produtividade dos seus funcionários. Ficou interessado e quer entender melhor sobre o assunto? Continue conosco e boa leitura!

O conceito de produtividade

Seguindo uma visão mais teórica, define-se como produtividade aquela relação entre o que foi produzido e os fatores utilizados para isso, sendo esses:

  • mão de obra humana;

  • máquinas;

  • matérias-primas;

  • materiais diversos, entre outros.

Sendo assim, quanto maior for a relação entre a quantidade produzida e esses fatores mencionados, maior será a produtividade de um funcionário. Em outras palavras, produtividade é o resultado obtido por algo ou alguém que fez mais e ofereceu um resultado melhor gastando menos tempo, energia ou quaisquer outros insumos.

Na prática, consideramos um profissional como produtivo quando ele consegue executar suas tarefas em um volume específico satisfatório usando menos horas de trabalho para isso. De um modo mais simples, podemos dizer que conseguir fazer mais com menos é a essência da produtividade.

Dessa forma, é preciso que as equipes de trabalho sejam produtivas para que, assim, a empresa consiga atingir resultados cada vez melhores. Contudo isso, não significa que os funcionários devem trabalhar incansáveis horas por dia sete dias por semana somente para se mostrarem mais produtivos.

A produtividade ideal dentro das organizações não é aquela que leva os trabalhadores à exaustão, causando neles desequilíbrios que possam afetar diretamente a qualidade da produção. Trabalhadores cansados física e mentalmente sofrem desgastes desnecessários, ficam estressados e não assumem condições saudáveis para executar suas tarefas de modo adequado.

É preciso, então, que os gestores e empresários entendam a necessidade de contar com ações que forneçam as condições necessárias para o aumento da produtividade, otimizando o tempo do funcionário e fazendo com que ele possa ter uma performance diferenciada. Nesse contexto, uma gestão com foco em pessoas se faz essencial.

Os principais fatores que prejudicam os resultados

A produtividade do trabalho é um fator sujeito a sofrer diversas alterações. Quando estamos estressados, de mau humor ou até mesmo desmotivados, nosso fluxo de trabalho é quebrado por interrupções frequentes. Já quando nos sentimos bem é comum que tenhamos a energia para realizar o trabalho com excelência.

Sabemos que, obviamente, não é possível sempre estar bem em 100% focados em todos os dias de trabalho, afinal, existem certas situações de cunho pessoal as quais não podemos evitar.

Contudo, grande parte da queda da produtividade está relacionada a coisas que acontecem dentro das empresas. Quando elas, por sua vez, percebem que podem criar um ambiente de trabalho que promove a motivação, fornecendo incentivos que impulsionarão os funcionários, é possível ter em mãos recursos que aumentam os resultados positivos.

A seguir, separamos os principais fatores que prejudicam a produtividade e, consequentemente, os resultados da empresa.

Insatisfação

Como já mencionamos, o estado de espírito de um funcionário é um dos fatores que pode afetar diretamente a sua produtividade no trabalho. Pessoas satisfeitas com suas funções tendem a estar mais felizes e motivadas para exercer as atividades de modo produtivo, enquanto aquelas insatisfeitas sempre trabalharão em ritmos mais lentos.

Aqui, os motivos que causam a insatisfação podem ser muitos, entre eles:

  • falta de valorização;

  • falta de feedbacks;

  • ausência de diálogo e contato com a chefia;

  • pouca perspectiva de crescimento;

  • atritos com colegas de trabalho que não são resolvidos.

Nesse sentido, o papel do gestor é fundamental para que se torne possível lidar com esses desafios. Ele precisa estar próximo dos funcionários, não necessariamente no sentido de convidá-los para happy hours ou ocasiões fora do trabalho, mas sim mostrando interesse por eles e valorizando os seus esforços. Isso contribuirá para um ambiente de trabalho agradável e afetará positivamente a produtividade dos times.

Os gestores precisam entender que os colaboradores estão naturalmente dispostos a realizarem os trabalhos para qual foram designados. Cabe a eles promoverem a motivação necessária para que essas tarefas sejam entregues com excelência, de modo a trazer bons resultados para a empresa.

Fazer com que os colaboradores sintam que possuem voz ativa dentro da organização é um ótimo modo de combater a insatisfação no trabalho. Sendo de fato ouvidos e entendendo que também participam das tomadas de decisões, eles têm a autoestima elevada e, assim, tornam-se mais comprometidos e motivados.

Além disso, é preciso destacar a importância do feedback. Não pense que é preciso esperar as reuniões semestrais ou até mesmo anuais para esse fim. Os gestores precisam atualizar seus colaboradores frequentemente sobre o que está dando certo e sobre o que precisa ser melhorado, estabelecendo, assim, um relacionamento que preza o diálogo e a confiança entre ambas as partes.

Falhas na comunicação

Engana-se quem pensa que a comunicação interna não tem relevância quanto à produtividade. Trata-se de uma questão bastante estratégica e importante, uma vez que uma comunicação cheia de falhas e ruídos não permitirá que o colaborador saiba que o seu trabalho está sendo feito da melhor forma possível.

Você, provavelmente, já se deparou com o ditado “comunicação não é o que você fala, e sim o que o outro entende” alguma vez, não é verdade? Saiba que, aqui, ele faz todo o sentido. Os líderes devem se certificar de que, ao delegarem funções, objetivos e metas, as equipes de trabalho realmente compreenderam o que precisa ser feito e de que maneira.

Funcionários confusos em relação as suas atividades certamente tendem a produzir menos e em maior tempo, com sérios riscos de retrabalhos. Deixando claro qual é atividade a ser feita, o método que deve ser levado em conta, o prazo de entrega e os resultados esperados, a comunicação se torna eficiente e traz bons resultados.

Ausência de incentivos

Quando colaboradores são incentivados dentro da empresa, os resultados na produtividade aparecem de modo frequente e explícito. Aqui, estamos falando muito além das vantagens financeiras. Apenas oferecer um salário mais alto não é garantia de incentivo, existem vários outros tipos de programas que podem ser bons atrativos e ajudar na motivação das equipes.

Quando as organizações fornecem benefícios que vão de acordo com aquilo que seus funcionários anseiam, por exemplo, eles certamente vão se sentir incentivados a cumprirem com as demandas, ficando mais engajado com o trabalho e tendo sua produtividade aumentada.

Se você estiver se perguntando como fazer isso sem precisar necessariamente liberar recursos financeiros propriamente ditos, saiba que a resposta pode ser mais simples do que parece.

Nesses casos, ideias interessantes de incentivos incluem parcerias com restaurantes locais, de modo a oferecer um jantar para o colaborador que mais se destacou no mês; descontos em academias próximas ao ambiente de trabalho; vale-compras em supermercados, entradas para o cinema, fim de semana pago em um hotel fazenda com a família, entre outras.

Trata-se de modos simples, porém eficientes de aumentar a motivação e a satisfação interna, fazendo com que os profissionais trabalhem com mais disposição e produtividade.

Falta de objetivos e metas

O planejamento é fundamental em todos os âmbitos de nossas vidas. Em um contexto corporativo, isso não poderia ser diferente. Sem ele, as equipes de trabalho tendem a ficar perdidas, o que aumenta significativamente as chances de retrabalhos e desperdícios de tempo e recursos.

Parte de um bom planejamento é a definição de objetivos e metas. Cabe então aos gestores deixá-los claros para os times de trabalho.

Contudo, é de extrema importância que esses objetivos e metas sejam de fato tangíveis, pelo contrário, gerariam o efeito reverso. Isso porque enquanto os alvos possíveis de serem atingidos mobilizam o esforço dos funcionários, aqueles irreais causam frustração, desânimo e desmotivação, resultando assim em rendimentos abaixo da média e que não condizem com o real potencial das equipes.

Os objetivos e metas irreais também podem representar grandes obstáculos para os líderes, uma vez que sem uma noção real do desempenho que seus colaboradores podem obter, ele acabará sempre entendendo que não houve empenho suficiente, gerando atritos no clima organizacional e atrapalhando a produtividade.

A relação entre a motivação e a produtividade

Como você pode perceber, a motivação apresenta influência direta na produtividade. As tarefas dentro de uma empresa só são realizadas com eficácia quando a força de trabalho realmente se dispuser a isso, ou seja, quando se sentem motivados para tais execuções.

Ao contrário do que muitos imaginam, não há salário que estimule o funcionário a entregar um serviço para qual ele não esteja motivado a fazer. Por outro lado, um colaborador devidamente incentivado superará as expectativas da empresa quanto à produtividade.

Dessa forma, mais importante que simplesmente criar planos de ação impessoais para aumentar a produção é o cuidado com a qualidade de vida dos colaboradores — algo que já vem sendo percebido por cada vez mais empresas. Elas descobriram que qualquer estratégia que não foque na motivação não produz os resultados esperados quanto à produtividade.

Nesse sentido, ficou claro para as organizações que estar atento às necessidades dos colaboradores é essencial. Isso vai muito além do fornecimento de um bom ambiente e de salários adequados. Como já dissemos, motivar, reconhecer e recompensar os funcionários é uma alternativa inteligente para engajá-los em suas funções — e, para entender como isso deve ser feito, continue conosco na leitura deste post.

Os efeitos nos resultados da empresa como um todo

Não há dúvidas de que o cenário atual é marcado por um mercado de trabalho extremamente competitivo e exigente. Em meio a esse clima desafiador, é difícil para um funcionário se manter motivado quando se vê diante de salários não tão recompensantes, estagnados e em cargos que requerem volumes cada vez mais altos de trabalho.

Todos esses aspectos influenciam os níveis de produtividade da empresa, afinal, é difícil produzir mais quando não há incentivo para tal. Nesse sentido, tornou-se praticamente obrigatória dentro das organizações a discussão e a implementação de processos que visam a motivação do colaborador.

As estratégias que focavam, exclusivamente, na recompensa atrelada ao desempenho do funcionário estão sendo substituídas por práticas e ações que promovam o bem-estar, a felicidade e qualidade de vida do empregado, de modo a fortalecer a motivação das equipes de trabalho.

Dessa forma, o oferecimento de um ambiente profissional saudável e adequado ao crescimento, em que cada funcionário sabe exatamente qual é o seu papel e é incentivado a trabalhar produtivamente é capaz de transformar os resultados das empresas para melhor. Em tempos em que muito se fala de instabilidade econômica, essa pode ser a chave para conseguir lucrar.

É justamente por esse motivo que conhecer os meios para manter os colaboradores engajados e felizes com suas funções é um requisito indispensável para o negócio que deseja se destacar perante a concorrência e sair na frente em lucratividade, sucesso e qualidade — uma vez que o trabalho executado por funcionários motivados tende a ser deliberadamente melhor.

Trata-se de um mecanismo que, na teoria, pode parecer simples, mas é bastante efetivo no sentido de que pode mudar completamente o ambiente de trabalho e os resultados da empresa. Sentindo-se satisfeito e vestindo a camisa da organização, o colaborador se torna uma peça-chave para que a companhia cresça, venda mais e ganhe em todos os âmbitos.

Sinais de que a empresa precisa de um plano de ação

Veja!

O desempenho dos funcionários está caindo

Ainda que possível de ser mensurada, medir a queda da produtividade não é uma tarefa tão simples assim. Contudo, ela é felizmente bastante fácil de ser notada. Quando a quantidade e a qualidade do trabalho das suas equipes começam a atingir níveis baixos, ficando sempre abaixo do padrão, saiba que você está lidando com um dos principais sinais de que é preciso adotar um plano de ação.

Os atrasos e faltas são frequentes

Quando um colaborador está desmotivado, é preciso ter em mente que, para ele, qualquer situação pode se tornar um motivo para chegar mais tarde ou até mesmo se ausentar no trabalho.

Essas faltas podem ocorrer devido a motivos banais, inclusive falsos. É preciso, então, estar atento quanto a essa questão, já que se trata de um sinal grave de desmotivação que, muitas vezes, pode afetar profissionais de qualidade, mas que não se sentem valorizados e incentivados a trabalharem com excelência.

É claro que, por outro lado, esses atrasos e faltas podem estar ocorrendo por causas maiores e mais graves, como problemas de saúde. Por esse motivo, é fundamental manter um diálogo aberto com os funcionários para que eles se sintam à vontade para compartilhar algo nesse sentido.

Há bastante conflitos entre as equipes

Reclamações, conflitos, fofocas, clima geral de tensão e falta de paciência nas interações com os colegas são graves indícios de que é preciso adotar um plano de ação para aumentar a motivação dos funcionários.

Além disso, nesses casos, é fundamental não incentivar a competitividade entre membros de um mesmo time e promover o trabalho em equipe, mostrando que todos os funcionários apresentam o mesmo valor e são peças-chave para o bom funcionamento da empresa. Essa pode ser uma boa forma de começar a implantar a motivação para o aumento da produtividade.

Acompanhe algumas estratégias para impulsionar a produtividade dos funcionários

Sabemos que, apesar de tudo o que já foi mencionado até aqui, manter um time produtivo não é uma tarefa tão simples assim. Trata-se de algo que exige muita atenção, esforço e trabalho duro por parte dos setores de Recursos Humanos e demais líderes e gestores de uma empresa.

Diversas ferramentas podem ser utilizadas para esse fim, mostrando que para motivar os colaboradores a produzirem mais, não basta apenas delegar funções e cobrar resultados exaustivamente. É preciso apresentar a eles benefícios que tornem o exercício do trabalho mais prazeroso e recompensante.

Em tempo, antes de mostrarmos algumas das principais estratégias para impulsionar a produtividade dos funcionários, é preciso ressaltar que essas devem ser elaboradas levando vários fatores em consideração, como perfil dos colaboradores, faixa etária, estado civil, número de filhos, localização, entre outros.

Vivemos em uma realidade completamente diferente das que viveram as gerações anteriores. Se no passado apenas a recompensa financeira era colocada em um pedestal, hoje, os novos trabalhadores reconhecem que o dinheiro simplesmente não é tudo quando não se há qualidade de vida. Abaixo, confira estratégias para impulsionar a produtividade dos funcionários:

Fornecimento de vale-alimentação

O vale-alimentação é um benefício em forma de cartão destinado para a compra de alimentos em supermercados, hipermercados e demais estabelecimentos cadastrados pela operadora.

Em outras palavras, isso significa que o colaborador beneficiado poderá utilizá-lo para fazer as compras do mês de sua casa, por exemplo, adquirindo os alimentos para serem preparados e consumidos durante esse período. Dessa forma, ele beneficia não só o funcionário, como também a sua família. Esse é certamente um bom incentivo para se trabalhar em determinada empresa.

Fornecimento de vale-refeição

Embora o nome seja parecido com o do benefício citado acima, o vale-refeição é utilizado de forma totalmente diferente. Ele permite que os colaboradores façam suas refeições diárias com praticidade e qualidade, já que o cartão pode ser utilizado para a compra de almoços, lanches e jantares em restaurantes, lanchonetes, padarias e outros estabelecimentos conveniados à prestadora de serviços.

Trata-se de um benefício bastante atrativo e que traz conforto à rotina dos colaboradores, que podem fazer suas refeições nesses estabelecimentos — inclusive, próximos à empresa — sem se preocupar com pagamentos em dinheiro, apenas fazendo o uso adequado do cartão para que ele dure por todo o mês.

Oferecimento de vale-combustível

O VR Auto é destinado para aqueles colaboradores que utilizam o carro em suas funçoes ou para as empresas que desejam proporcionar um benefício extra e extremamente atrativo aos seus funcionários.

Trata-se de uma boa forma de pagar as despesas com abastecimento dos seus colaboradores, uma vez que torna mais simples o dia a dia operacional e centraliza os gastos em um único meio de pagamento, garantindo assim uma melhor gestão. A solução, além disso, elimina os processos manuais de adiantamento, reembolso e prestação de contas, funcionando como uma ótima ferramenta de motivação e retenção de talentos.

Promoção à cultura

O VR Cultura corresponde ao pagamento adicional ao trabalhador em forma de benefício e entregues em um cartão, semelhante aos moldes do vale-alimentação, refeição e transporte.

Com ele, o colaborador pode investir em ingressos de cinema e teatro, livros, filmes, eventos culturais, entre outros. Além de um diferencial interessante, esse é um benefício que chama bastante a atenção, afinal, todas as pessoas precisam de momentos de lazer.

Como você pode perceber, a produtividade é algo ligado a fatores diversos, sendo um dos principais a motivação. Colaboradores motivados sempre darão o seu melhor na realização de tarefas, trabalhando com excelência e gerando resultados satisfatórios para a empresa, além de estarem satisfeitos e felizes pessoal e profissionalmente.

Se você está notando que os níveis de produtividade das suas equipes poderia ser maior, talvez essa seja a hora certa para mudar de atitude e adotar um plano de ação, de modo a reverter a situação e, assim, contar com trabalhadores engajados e que de fato se sintam motivados a entregar resultados com qualidade.

Esperamos que este post tenha sido útil para você! Para continuar por dentro de nossas novidades e novos materiais, não deixe de assinar a nossa newsletter. Até a próxima!