No cenário atual, é comum nos depararmos com uma grande quantidade de pessoas que desejam começar um empreendimento e tornarem-se seus próprios patrões. Se você se identifica com essa situação, é preciso prestar atenção em um fator que pode ser a chave para o sucesso dessa nova empreitada: o plano de negócios.

Trata-se de uma das ferramentas mais importantes que o empreendedor precisa utilizar para começar o seu negócio de maneira segura. Isso porque, reunindo todas as informações devidamente descritas em um só lugar, é possível fazer uma análise acerca da viabilidade do negócio.

É justamente pensando na relevância desse documento para a criação de um novo empreendimento que preparamos este artigo. A seguir, entenda a importância de contar com um plano de negócios de sucesso e confira como montar o seu!

Qual é a importância de criar um plano de negócios?

Também conhecido como “plano empresarial” ou “business plan”, o plano de negócios é um documento que especifica um empreendimento a ser criado ou até mesmo um que já tenha sido iniciado. Ele reúne informações vitais sobre como esse novo negócio é ou deverá ser, além de definir estratégias, organizar recursos e atribuir papéis a cada uma das partes envolvidas.

A ferramenta serve, então, para ajudar na resolução de uma questão que faz a cabeça de vários empreendedores: será que a minha ideia de negócio é válida e dará certo? Para entender a resposta é necessário colocar tudo no papel.

É preciso ter em mente que o planejamento é necessário em todos os âmbitos de nossas vidas, e isso não poderia ser diferente em um contexto empresarial. Abrir um negócio sem contar com um plano é tão arriscado quanto navegar em alto-mar sem uma vela ou dar um tiro no escuro. Além disso, as chances de prosperar sem um processo de planejamento são significantemente mais baixas.

Por esse motivo, estruturar o seu negócio em um bom plano é fundamental não somente para garantir o seu crescimento, como também para que ele consiga se manter no mercado atual, que é marcado por uma alta competitividade.

Contudo, mesmo reconhecendo a importância desse planejamento, muita gente ainda se questiona sobre como organizar um plano de negócios de sucesso. Se você é uma dessas pessoas, não precisa se preocupar. Para ajudar você a construir esse documento preparamos o passo a passo abaixo. Vamos lá?

Quais são os principais objetivos de um plano de negócios?

Além de testar a viabilidade do negócio, como já mencionamos, o documento tem como objetivo:

  • dar credibilidade ao empreendimento;

  • organizar informações estratégicas sobre o negócio;

  • orientar estrategicamente os gestores e demais envolvidos;

  • captar recursos financeiros para o empreendimento;

  • conquistar novos sócios.

Como montar um bom plano de negócios?

Acompanhe!

Comece com o sumário executivo

O sumário é, certamente, o primeiro item de todo plano de negócios. No entanto, ao contrário do que indica o nome e a sua posição no documento, deve ser elaborado por último, já que funciona como um resumo ou orientação.

É necessário apresentar uma visão geral sobre o empreendimento, listando os pontos mais importantes do documento para captar a atenção do leitor, as oportunidades de produtos e/ou serviços, dados sobre o mercado e impactos sociais do negócio e planejamento financeiro. De forma resumida, deverá conter:

  • descrição do negócio;

  • justificativa da criação do empreendimento (quais problemas e necessidades ele foi criado para atender);

  • diferenciais competitivos;

  • missão;

  • informações sobre o mercado e seu segmento;

  • descrição dos produtos e/ou serviços;

  • perfil dos empreendedores;

  • dados sobre a equipe;

  • investimento inicial;

  • forma jurídica.

Como o sumário visa despertar a atenção do leitor, tudo isso deve ser descrito em cerca de duas a três páginas, não mais que isso.

Faça uma análise de mercado

Fazer uma análise de mercado completa é de extrema importância em um plano de negócios, uma vez que ela ajuda a entender o mercado no qual deseja atuar. Além disso, é aqui que você deve identificar se há ou não demanda para o produto e/ou serviço que pretende oferecer.

Primeiramente, é preciso definir o nicho de mercado que você pretende atender — ou seja, o público-alvo. Só assim será possível compreender como atendê-los da melhor forma possível, já que terá as informações necessárias para definir canais de distribuição, ações promocionais, preços, planos de comunicação e marketing, entre outros.

Para isso, responda a perguntas como:

  • Quem é o meu público-alvo e por que ele compraria o meu produto e/ou serviço?

  • Quais são as suas principais necessidades e anseios?

  • Quais são os seus hábitos de compra?

  • Onde eles moram e qual é a renda dessas pessoas?

Além disso, é necessário fazer uma análise dos concorrentes. Pesquise seus produtos e/ou serviços, verifique a política de preços e entenda como eles realizam suas vendas. Descubra também por qual motivo o consumidor compra da mão deles.

Defina um plano de marketing

O plano de marketing deve apresentar a descrição completa de seus produtos e/ou serviços, identificando suas principais características, benefícios e diferenciais. É o momento de detalhar também as estratégias de marketing e divulgação a serem adotadas para impulsionar o crescimento e o desempenho do negócio.

Nessa etapa, é interessante responder às seguintes perguntas:

  • Quais são os fatores (culturais, sociais, pessoais etc.) que marcam o comportamento do meu consumidor?

  • Quais são as vantagens do meu produto e/ou serviço?

  • Quais estratégias de comunicação serão adotadas para atrair clientes?

  • Como localizar potenciais clientes?

Elabore o plano operacional

O plano operacional (ou plano gerencial) é responsável por definir como o empreendimento vai comercializar seus produtos e/ou serviços.

Ele aborda também toda a estrutura organizacional necessária para o funcionamento do negócio, a quantidade de pessoas necessárias na equipe e as principais atividades a serem desenvolvidas por cada um desses membros. Para isso, estabeleça:

  • Quem serão os funcionários do empreendimento?

  • Qual será a formação, função e principais habilidades de cada um?

  • Quais serão os cargos existentes?

  • Qual será a remuneração de cada um?

  • Quais serão os benefícios para os colaboradores?

  • Como ocorrerá o treinamento e desenvolvimento dos funcionários, de modo a alinhá-los com as estratégias do negócio?

Trace um bom plano financeiro

Por último, o plano financeiro servirá para avaliar a saúde financeira do seu empreendimento, caso tenha concluído que ele é viável. Ele também pode ser usado para prospectar parceiros e investidores e como ferramenta para análise de crédito por bancos e fornecedores.

Além disso, ele deve estabelecer o investimento inicial, que considera os investimentos fixos e pré-operacionais, capital de giro e demonstrativo de resultados. São considerados também aspectos como receita, custos previstos, análises sobre balanço patrimonial e sobre o investimento projetado, entre outros.

Neste artigo, você compreendeu a importância do plano de negócios para o futuro de qualquer empreendimento. Sendo assim, coloque em prática as dicas sugeridas acima no momento de montar o seu documento e embarque nessa nova empreitada de forma segura, tendo a devida certeza sobre a viabilidade do seu negócio.

E então, o post de hoje foi útil para você? Restou alguma dúvida sobre o assunto? Deixe um comentário abaixo e participe da discussão!