A alta rotatividade e a ausência dos funcionários no trabalho são fatores comuns que afetam diversas empresas atualmente. O indicador que expressa o número de ausências é mais conhecido como absenteísmo.

Acontece que faltas constantes podem representar uma ameaça aos negócios, pois geralmente indicam situações de má gestão, salário ruim, insatisfação, más condições de trabalho ou problemas de saúde. Além disso, interferem na produtividade e na adaptação da companhia.

Pensando nisso, mostraremos neste artigo como o absenteísmo impacta de forma global a empresa, destacando as suas causas, efeitos e estratégias para prevenir essa rotatividade. Continue a leitura e saiba mais sobre o assunto!

Principais causas do absenteísmo

Antes de apresentar as causas desse indicador, vamos explicar do que se trata o termo. De forma bem objetiva, o absenteísmo caracteriza-se como o volume excessivo de faltas, atrasos ou saídas antecipadas no trabalho, sejam elas com justificativas ou não.

O absenteísmo está, na maioria das vezes, associado diretamente à insatisfação com a empresa, por conta da má estrutura dos processos, má gestão, falta de um plano de carreira, salários ou benefícios.

O clima organizacional é um fator determinante para aumentar a incidência do problema. Afinal, se uma empresa não for acolhedora, organizada e não mantiver o positivismo, ninguém vai querer trabalhar nela, pois a tendência é que as pessoas se sintam desmotivadas e insatisfeitas nesse ambiente.

Outro fator a ser considerado é a falta de motivação e engajamento dos colaboradores, pois quando eles não se sentem motivados e comprometidos, ficam mais propensos a faltar e se atrasar. A razão disso pode estar relacionada à falta de perspectiva ou propósito na realização do trabalho, além da má relação com os membros da equipe.

Cabe ressaltar que uma das principais causas da ausência no trabalho refere-se à saúde dos colaboradores. Muitas pessoas se ausentam diariamente para resolver incômodos de ordem física, especialmente aqueles que trabalham em funções que demandam esforços repetitivos. Todavia, muitas vezes essa justificativa é utilizada como argumento para mascarar outro problema.

No entanto, de nada adianta tentar encontrar soluções momentâneas para isso. É necessário mapear as causas e implantar técnicas focadas para melhorar a satisfação no ambiente de trabalho. Além disso, é necessário analisar as causas isoladamente para saber qual a melhor decisão a ser tomada.

Impactos do absenteísmo nas empresas

Insatisfação dos clientes, queda na produtividade, aumento de horas de trabalho para outros membros da equipe, despesas com contratos temporários para suprir a ausência do colaborador afastado e perda de prazos são alguns dos principais impactos causados pelo absenteísmo nas empresas.

Tais adversidades estão vinculadas a diversos gastos para os empresários e, por isso, causam impactos significativos. A rotatividade dos colaboradores, por exemplo, gera gastos a mais para as empresas, pois além dos custos destinados à rescisão do contrato, a empresa arca com a substituição do colaborador e com a nova contratação.

É preciso acompanhar e analisar os índices a fim de evitar essa situação e diminuir os impactos financeiros para o negócio. Afinal, as consequências não atingem apenas os empresários. Diante desse contexto, os líderes deixam de atribuir funções importantes a um funcionário com quem não pode contar sempre, o que prejudica a carreira dele e os demais membros da empresa.

De modo geral, o relacionamento entre colaboradores também é afetado, já que o funcionário ausente acaba sendo malvisto pela equipe devido à sobrecarga gerada a eles. Com isso, o funcionário que falta muito passa a ser visto como descomprometido e irresponsável, perdendo a confiança do líder direto e da diretoria da empresa.

Medidas preventivas

Apesar das consequências causadas pelo absenteísmo, a boa notícia é que é possível adotar algumas ações para evitá-lo. Confira, a seguir, algumas estratégias eficazes que podem trazer impactos positivos ao seu negócio.

Proporcione um ambiente saudável

Ofereça aos seus funcionários um ambiente no qual seja realmente agradável trabalhar. Uma dica é apostar em programas de qualidade de vida que atenda as necessidades reais dos funcionários. Diante de situações de tensão e de trabalho pesado, é importante reconhecer o esforço da equipe e parabenizá-los. Dessa forma, os colaboradores se sentem mais motivados.

Invista em processos de recrutamento e seleção

Para transformar essa realidade, vale a pena investir em diálogo e treinamento, a fim de que os colaboradores entendam a importância deles para o pleno funcionamento da organização. Além disso, contrate profissionais que estejam alinhados com a cultura organizacional e os objetivos da empresa, visto que essa atitude reduzirá os casos de insatisfação e a incidência do fato.

Realize pesquisas de avaliação do clima organizacional

Melhorar o clima organizacional está entre as principais medidas que devem ser tomadas para reduzir o problema, pois as condições do ambiente influenciam consideravelmente o bem-estar dos funcionários.

Portanto, é preciso avaliar a satisfação dos funcionários e buscar estratégias para melhorar os resultados no ambiente de trabalho, o que pode ser feito a partir de sugestões dos próprios envolvidos para resolver o impasse.

Valorize a comunicação

Problemas relacionados à comunicação podem causar inúmeras adversidades com o relacionamento da equipe. Por isso, mantenha sempre uma política de comunicação interna clara e aberta entre a equipe e os gestores, a fim de minimizar rumores e informações erradas.

Ofereça benefícios aos colaboradores

É evidente que as empresas devem investir na qualidade de vida dos seus colaboradores e oferecer a eles condições favoráveis. A má gestão dos benefícios ou a ausência deles pode ser uma das causas de insatisfação dos funcionários, aumentando as taxas de absenteísmo no trabalho.

Para evitar que isso aconteça, garanta bons salários e um plano de carreira dentro da empresa que demonstre valorização profissional. Além disso, ofereça uma carteira de benefícios ampla, que inclua vale-alimentação/refeição, vale-transporte, plano de saúde e outros incentivos que motivem o colaborador a se dedicar ao trabalho e, consequentemente, reduzir o número de faltas.

Nota-se, portanto, que o absenteísmo é um problema comum nas organizações, mas pode ser evitado por meio da adoção de estratégias de gestão que visem a melhoria do ambiente de trabalho e a motivação dos colaboradores.

Agora que você já conhece as causas e os impactos do absenteísmo nas empresas, que tal conhecer sobre a gestão de benefícios para pequenas empresas? Leia agora mesmo o nosso artigo e saiba mais sobre o assunto. Vamos lá!